Udemy: plataforma disponibiliza cursos on-line internacionais a preços acessíveis

Melhorar a vida das pessoas através do aprendizado. Com esta missão a Udemy surgiu em 2010 para minimizar fronteiras, por meio de cursos on-line. Atualmente uma das maiores plataformas educacionais do mundo, ela oferece mais de 65 mil cursos online, incluindo mais de 3 mil cursos em português.

Sérgio Agudo, country manager da empresa no país, explica como surgiu a plataforma e se diferenciou, conectando estudantes e instrutores em todo o mundo. Ao final, reserva ainda um presente para leitores da VendaMais. Confira! 

Vamos falar primeiro sobre seu marketplace de ensino e aprendizagem. Quando surgiu? Como foi o começo aqui no Brasil?

A Udemy foi fundada em 2010 por Erin Bali e Oktay Caglar. Eles acreditavam na criação de uma plataforma global que fizesse a conexão entre estudantes e instrutores de todo o mundo para compartilhar conhecimento. Nesse modelo, instrutores poderiam ser remunerados pelo seu trabalho, sendo pessoas comuns que dominassem o assunto, sem necessariamente estarem vinculados ao mundo acadêmico. O Brasil começou a ser desenvolvido como unidade de negócio em maio de 2015, quando uma equipe foi montada para aquisição de conteúdo de cursos em português e customização do site para o Brasil.

Quem é seu público-alvo e como vocês se diferenciam de outros sites do ramo? O que vocês fazem que é totalmente diferente da maior parte dos concorrentes?

Nosso público-alvo são pessoas que queiram passar ou receber conhecimento, tanto para habilidades profissionais quanto pessoais. O que nos diferencia dos concorrentes é a grande variedade de cursos práticos, o foco no sistema de avaliação de cursos por alunos, a comunicação direta entre estudantes e instrutores, o acesso vitalício ao curso e o preço acessível sem mensalidade (às vezes, cursos de mais de 40 horas chegam a custar somente R$20,00). Hoje temos o maior catálogo de cursos online em vídeo no Brasil com mais de 3 mil cursos em português.

Vocês têm Missão, Visão, Valores bem definidos? Se sim, quais são?

Missão: “Melhorar a vida das pessoas através do aprendizado”.

Visão: “Um mundo onde quem quer aprender vai sempre encontrar um instrutor certo para ensinar”.

Valores: LET’s GO: Learn, Empathize, Take Ownership, Innovate, Show Passion, Get Stuff Done and Open Up (Aprender, Simpatizar, Assumir Controle, Inovar, Demonstrar paixão, entregar resultados e ter uma mente aberta).

Quais foram as maiores dificuldades nestes últimos dois anos, com a economia em recessão?

A recessão trouxe um pessimismo muito grande à população brasileira no que diz respeito a aspirações profissionais, sobretudo com uma taxa de mais de 13 milhões de desempregados. Muitos brasileiros ainda não perceberam que o esforço de se capacitar para o mercado de trabalho é uma necessidade. Ele deve partir de cada indivíduo, e para isso às vezes não são necessários grandes investimentos.

Quais foram os principais sinais de sucesso que começaram a aparecer, mostrando o acerto da estratégia e modelo de negócio da Udemy nestes últimos meses?

O número e a qualidade dos novos cursos que são criados diariamente na Udemy no Brasil nos surpreenderam muito, somados à dedicação com que instrutores investem na constante criação e atualização dos seus cursos. Outro fator que mostrou uma estratégia acertada foi o preço acessível no Brasil. Aqui cursos supercompletos podem ser acessíveis pela camada A, B, C e D da população brasileira.

O que vocês têm feito de especial para atrair novos clientes e que tem funcionado bem?

Sérgio Agudo, country manager da Udemy no Brasil

Temos buscado novos cursos e instrutores que atendam a demanda por tópicos de grande interesse do público brasileiro, como “big data”, “machine learning” e “bitcoin”. Recentemente trouxemos instrutores de renome no mercado brasileiro, como o do jornalista chefe Ricardo Boechat, que preparou um curso sensacional para ensinar os caminhos da profissão. Também tornamos nossa plataforma cada vez mais amigável ao usuário, com acesso em qualquer dispositivo móvel, opção de pagar com boleto bancário e fazer download do curso para assistir depois sem internet. Sempre oferecendo o conteúdo a preços acessíveis ao bolso do brasileiro.

E em termos de fidelização de clientes, algo em especial que façam para que os clientes continuem comprando ou fazendo negócios com vocês?

Nossa receita de sucesso tem sido bem simples. Variedade e qualidade do conteúdo a preços acessíveis. Quando um aluno consegue transformar a vida por meio de um curso que sai por um preço menor que de um almoço, ele vê valor e passa a se tornar um usuário recorrente.

Existe algo que era feito antes e que vocês pararam de fazer, por mais dura que fosse a decisão, para atualizarem seu modelo de negócios?

Há cerca de um pouco mais de 1 ano, começamos a utilizar “strikes” ou penalidades para eventuais situações de desrespeito à política por instrutores e estudantes na plataforma. Desta forma, mesmo que tenhamos que perder receita de instrutores/alunos, muitas vezes bem rentáveis, preferimos garantir a qualidade do marketplace para todos os usuários.

Em quais áreas da empresa foram feitos os principais investimentos nesse processo de crescimento da Udemy? Não só em termos de dinheiro/investimentos, mas revisão de processos, aumento de eficiência, etc. Ou seja, onde foi colocado mais foco e energia?

Quando se chega a ter 20 milhões de alunos como nós no mundo, são necessários investimentos massivos na plataforma. Por isso, hoje temos um time global que monitora quedas de performance, investimentos em servidores, equipes grandes de suporte ao cliente, equipes de marketing e conteúdo, etc.

Quais os próximos passos? Qual o próximo grande objetivo? Vi que estão abrindo novas franquias…

Estamos com planos de continuar expandindo pelo mundo. Nosso grande objetivo é chegar aos próximos 100 milhões de usuários o mais rápido possível e continuar transformando a vida de mais pessoas por meio do aprendizado.

Que conselhos daria para um empreendedor pensando em iniciar um projeto pessoal mas ainda relutando se começa (arrisca…) ou não?

Assisti outro dia um curso do Daniel Pink na Udemy que falava um pouco sobre isso. Basicamente as dicas que ele dava eram:

  • comece pequeno
  • priorize suas ações
  • defina quanto recurso deseja investir
  • encontre um parceiro/sócio que você possa confiar
  • e não tenha medo de errar (o pior cenário é nunca ter tentado).

Existe algum livro, vídeo, filme ou pessoa que mais influenciou sua trajetória pessoal/profissional e que você recomendaria para pessoas que querem resultados melhores?

Eu tenho acompanhado muito o fundador e CEO do Alibaba, o Sr. Jack Ma. Gosto muito da visão dele sobre a necessidade de mudança na qual aprendemos/ensinamos e sua trajetória pessoal. Ele foi rejeitado várias vezes em escolas de negócio famosas como Harvard, mas mesmo assim nunca desistiu. Sua perseverança o fez criar um império de e-commerce.

Algum comentário final que gostaria de fazer para nossos assinantes e leitores da VendaMais?

Eu gostaria de deixar um presente. Este curso de vendas de mais de R$500,00 acaba de ser publicado por um colega nosso no Vale do Silício e ele disponibilizou 300 cupons para os leitores da VendaMais totalmente gratuitos (use o cupom “VendaMais” para ter o desconto). Quem não fala inglês é um bom teste para desenvolver o idioma e ter dicas incríveis de como prospectar melhor nos dias de hoje. Bons estudos!

Para saber mais sobre a Udemy:

Leia também: