Transformando R$ 1 em R$ 2

Antes de mais nada, feliz ano novo!

Que você tenha um ano fantástico e cheio de realizações e que, ao final do ano, possa comemorar mais um ano produtivo e vitorioso da sua vida.

E vamos vender!

Acho que já contei esta história, mas vale repetir…

Estávamos desenvolvendo um jogo de empreendedorismo para crianças quando uma delas começou a apresentar uma característica interessante.

O jogo era simples: a criança comprava uma semente de milho por $1, plantava na sua “fazendinha” e depois colhia e vendia o milho por $2. Só isso. O jogo é bem mais avançado, mas como estávamos testando um conceito, focamos só em uma das etapas.

Então testamos só essa parte: compra uma semente por $1, planta e vende por $2.

A fazenda tinha quatro espaços para plantio e o correto seria as crianças aproveitarem todos os espaços, já que para cada $1 investido sempre voltavam $2.

Se a criança plantasse duas sementes, ganhava $4; se plantasse três, ganhava $6; se plantasse quatro, ganhava $8.

Então seria lógico que todo mundo plantasse nos quatro espaços, certo?

Mas não era isso que acontecia. Das cinco crianças, apenas uma plantava tudo. Três delas plantavam duas ou três sementes. E uma delas plantava apenas uma. Às vezes, nem plantava.

Quando parei o jogo para pedir que todos explicassem a sua estratégia, esta criança calmamente explicou que não queria diminuir o dinheiro que tinha, então preferia não gastar o $1 na semente.

Na visão dela, quando ela tinha $20 e comprava uma semente, ficava com $ 19. Ou seja, seu dinheiro diminuía.

Mesmo quando explicamos que ela ganhava $ 2 para cada semente comprada, mesmo com as outras crianças plantando e recebendo mais, mesmo com todos contando seu dinheiro e ela vendo que estava ficando para trás… continuou com sua “estratégia” de subutilizar as oportunidades.

No fundo, achava que estava fazendo uma boa troca, quando claramente não era.

Bom… vejo o mesmo sendo feito todos os dias em relação a muitas coisas na vida. Especificamente, me incomodo muito quando vejo pessoas dizendo que cursos e livros são “caros”.

Caro, para mim, é algo que não dá resultado. Se dá resultado, é um investimento.

Por exemplo, em 2010 eu fiz um curso online que custou US$ 3.000. Era um grande investimento e pensei várias vezes se fazia ou não fazia. Fiz.

Dois anos depois, com o que aprendi nesse curso, lancei um novo produto na Quantum que faturou até hoje mais de R$ 2 milhões.

Foi um custo ou um investimento? Superinvestimento!

Quando nossos alunos do GEC, meu curso online de gestão de equipes comerciais de alta performance, dão seus depoimentos na conclusão do curso, temos pessoas claramente contando como reformularam completamente suas equipes de vendas, como melhoraram seus resultados, como a equipe melhorou seu trabalho, como alinharam o planejamento, a comunicação, as prioridades, as ações e os relatórios de vendas.

São elementos fundamentais para qualquer gestor de equipes comerciais. E a grande verdade é que 99% dos gestores comerciais nunca tiveram treinamento ou formação específica para serem gestores ou gestoras.

É tudo feito com muita garra, com muita energia, mas de maneira ineficiente.

Lembrando que investir em conhecimento é fantástico e dá tanto retorno porque conhecimento você leva para o RESTO DA SUA VIDA.

Só para dar um exemplo do retorno sobre investimento: num dos módulos do GEC (o de Lucratividade), os alunos precisam criar uma campanha para aumentar a lucratividade das suas empresas naquele mês.

Seguindo minhas instruções, esses alunos (que são todos líderes comerciais) organizam as campanhas e me reportam os resultados financeiros (eles precisam fazer isso para receber o certificado de conclusão desse módulo).

O que acontece: TODOS eles pagam 10X o valor do investimento no GEC só nesse módulo.

Dez vezes.

Só nesse módulo. (Ainda tem mais nove módulos!)

Temos depoimentos de diretores comerciais de empresas que pagaram mais de 500x o curso só com este módulo (que fala justamente sobre um assunto superimportante e estratégico, que é como vender mais dando menos descontos).

Tenho recebido de vez em quando e-mails de pessoas me dizendo: “Raul, adorei a proposta do curso, adoro seu trabalho, mas R$ 5.000 é muito!!!”.

E vou responder claramente: não, não é.

Caro é o que não dá resultado.
Caro…

Conteúdo completo somente para assinantes da E-zine VendaMais (Grátis).

Clique aqui, cadastre seu e-mail para receber semanalmente dicas do Raul Candeloro. Junte-se aos mais de 55 mil assinantes. E receba gratuitamente um e-book com 31 dicas para divulgar seu negócio!

Se cadastrando agora, você recebe a última e-zine publicada direto em seu e-mail.