Se vira na crise: indústria de uniformes faz adaptação para produzir máscaras de proteção

Hoje iniciamos uma nova editoria na VendaMais, intitulada Se Vira na Crise. Nosso objetivo com esta seção será compartilhar ideias, dicas, negociações e até novos modelos de negócios realizados por empresas brasileiras para performar melhor durante a crise. Na matéria de hoje, compartilhamos a história da Juliana Aranda, proprietária da RU Uniformes e aluna do curso Gestão de Equipes Comerciais (GEC) do Instituto VendaMais.

A juliana com a crise mudou temporariamente seu posicionamento de mercado. À frente de uma indústria de uniformes de mais de 25 aos localizada em Campo Grande (MS), com a paralisação e falta de vendas, a empreendedora identificou a oportunidade e adaptou sua estrutura para fabricar máscaras. Agora sua produção está em expansão e Juliana conta inclusive que está desenvolvendo parcerias para ajudar na produção, já que a demanda superou a capacidade de produção. Em paralelo, ela também está contribuindo com ações sociais para fabricação das máscaras, fazendo cortes gratuitos para outras empresas e para a população.

>> Exclusivo para assinantes: 14 momentos de customer experience para você mapear em sua empresa

O foco das novas produções são farmácias, supermercados e estabelecimentos que permanecem em funcionamento por serem essenciais e até mesmo famílias que queiram adquirir as máscaras de proteção para quando precisarem se deslocar para fazer compras ou mesmo caso precisem receber alguém em casa.

Com as despesas normais da empresa, como fornecedores e funcionários, Juliana conta que não teve que demitir funcionários pela crise. E afirma que não está com problema de fluxo de caixa.

A empresa disponibiliza um Whatsapp para atacado: (67) 99905-6006, e outro para varejo: (67) 99930-6001. Buscando um atendimento seguro, a encomenda pode ser retirada na fábrica, das 9h às 17h, sendo que o atendimento é agendado para um cliente por vez. Há também a opção para entrega.

Confira a seguir neste vídeo gravado pela Juliana, como é o produto e o que a levou a produzir as máscaras:

Leia também: