Se vira na crise: 5 criativas ações para atrair clientes durante a pandemia

Assinatura de roupas, descontos, cashback, frete grátis e loja online para atrair pequenos empresários estão entre as estratégias para o período

Pensando na segurança e comodidade dos clientes, empresas de diversos setores têm oferecido novas oportunidades para driblar a crise econômica e atrair consumidores em tempos de isolamento social. Entre as soluções criadas para o período estão descontos em mercadorias, frete grátis, cashback e até mudanças no modelo de trabalho para atender no formato de e-commerce. Confira a seguir 5 empresas que estão promovendo atividades especiais para os clientes neste período.

1. Reserva em Casa: assinatura de roupas para experimentar em casa

Com todas as suas lojas físicas paralisadas, a marca de roupas masculinas Reserva decidiu apostar em um dos seus principais projetos, o Reserva em Casa. Lançado em outubro de 2019, o serviço permite ao cliente receber em domicílio, a cada três meses, malas com roupas baseadas no estilo e perfil de consumo do comprador. A assinatura é trimestral e custa R$ 25,00, que são abatidos caso o consumidor gaste um valor acima de R$ 300,00. O serviço está disponível apenas em São Paulo e Rio de Janeiro.

Para receber, o consumidor precisa fazer um cadastro no site e responder algumas perguntas sobre o seu estilo pessoal. Ao receber a mala, o cliente tem até 5 dias para provar as roupas e é cobrado apenas pelas peças que escolher – não há obrigação de compra. Além desse projeto, a marca também está oferecendo 20% de desconto na primeira compra e frete grátis nas compras acima de R$ 400,00 no e-commerce. Saiba mais em: emcasa.usereserva.com/onboarding.

2. e-lens: combo de lentes e outras promoções para estimular venda para todo o período de pandemia

O e-commerce de lentes de contato e-lens está oferecendo descontos para os combos de lentes. Com o objetivo de incentivar que as pessoas fiquem em casa e tenham a quantidade necessária de lentes, as promoções variam de “leve 6 e pague 4”, frete grátis nas compras acima de R$ 99,00, parcelamento em até 10 vezes sem juros e desconto de 7% em todas as compras pagas à vista com cartão de crédito. Além disso, a e-lens oferece um plano de assinatura com dispositivos para corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo. Ao aderir, o usuário define os parâmetros, a quantidade de caixas e a frequência com que deseja receber suas lentes em casa. A Assinatura de Lentes pode ser cancelada a qualquer momento e não tem custo adicional. Saiba mais em: e-lens.com.br.

3. Oakberry: coragem de se posicionar pedindo aos clientes não irem para  loja

A rede de alimentação saudável focada em açaí Oakberry elaborou um comunicado em todas as suas redes sociais instruindo seus clientes a não comparem seus produtos fisicamente. Seguindo as instruções da Organização Mundial da Saúde, a medida tem como objetivo evitar possíveis aglomerações e conter a proliferação do coronavírus. Como forma de incentivo, desde o dia 19 de março, todos os pedidos de Bowls Works e The OAK realizados através do Ifood, darão direito a um Smoothie Classic Grátis. A ação estará no ar enquanto durarem os estoques. Saiba mais em: oakberry.co/pt-br

4. Méliuz: dinheiro de volta para estimular compra em lojas online parceiras

O Méliuz, empresa no segmento de cashback no Brasil, tem parcerias com diversos mercados e farmácias como Carrefour, Extra.com, Drogaria Nova Esperança e Drogaria Liviero e oferece o benefício de cashback para os seus clientes. Ao optar pelo cashback, o consumidor ganha, em dinheiro, 0,8% do valor de todas as compras e 1% de cashback extra em compras feitas com o cartão Méliuz nas lojas online parceiras. Saiba mais em: meliuz.com.br.

5. Magazine Luiza: lançamento de plataforma para pequenas empresas e autônomos venderem online

Se tem uma marca que conseguiu sair muito bem avaliada pela atitude vanguardista que adotou neste período de pandemia, foi o Magazine Luiza. Dentre as criações aceleradas para serem lançadas durante a contenção ao Covid-19, está o Parceiro Magalu, plataforma para atender de microeempreendedores individuais (MEI) a empresas cadastradas no Simples Nacional, com faturamento de até R$ 5 milhões ao ano. Esses micro e pequenos empresários podem disponibilizar seus estoques para os clientes do site e do aplicativo do Magalu.

Os autônomos também são alvos da nova plataforma Parceiro Magalu. As pessoas físicas podem desenvolver e divulgar suas próprias lojas virtuais com os produtos já vendidos no site da Magalu. O Magazine por sua vez faz a cobrança, a entrega e o pós-venda e o autônomo. A cada venda efetuada, o Magazine Luiza paga uma comissão de 1% a 12%, dependendo do produto e do volume de vendas realizado pelo parceiro. Os valores podem ser transferidos para uma conta bancária ou digital após acumularem ao menos R$ 50.

>> Exclusivo para assinantes: como usar soluções tecnológicas para aprimorar a experiência do cliente

“Fizemos em cinco dias o que estava planejado para ser feito em cinco meses. Sabemos que podemos enfrentar instabilidades no sistema, mas achamos que era preciso correr o risco”, afirmou o CEO da empresa, Frederico Trajano, explicando como foi adiantar o lançamento para ajudar autônomos e pequenos empresários a vender online neste período de isolamento.

Após criar a loja no site parceiromagalu.com, o parceiro ganha acesso ao catálogo da empresa, dos mais de 15.000 sellers do marketplace e dos pequenos empreendedores. É um universo que totaliza mais de 7 milhões de produtos para venda. Após o fim do isolamento social, a Magalu permitirá a quem se cadastrou fazer vendas de porta em porta, com pagamento no local, por meio de um aplicativo. Saiba mais em: parceiromagalu.com. 

Leia também: