Melhorar experiência do usuário está entre as 20 principais tendências para o ecommerce em 2019

Confira as tendências para vendas pela internet para o próximo ano, de acordo com estudo que considerou mais de 1,66 bilhões de pessoas que compraram online em 2017

Cada vez mais pessoas têm optado por adquirir produtos e serviços via ecommerce. Em 2017, cerca de 1,66 bilhões de consumidores fizeram algum tipo de compra online, de acordo com dados da pesquisa “Top 20 ecommerce trends for 2019 to boost your sales”, divulgada pelo site Statista. O estudo apresenta as tendências para o comércio eletrônico de 2019 com o objetivo de gerar insights para melhorar as vendas.

Uma das tendências mais apontadas é investir na experiência dos usuários. O comportamento de consumo apresentou mudanças e as empresas que vendem por ecommerce precisam estar atentas a elas. Um exemplo disso são os vários usuários que preferem pesquisar antes de adquirir um produto ou utilizar um serviço. Essa é uma tendência, segundo outro estudo, liderado pela Google de 2015 a 2017.

Pensando nessas tendências, conheça a seguir algumas empresas que desenvolvem soluções digitais para auxiliar varejistas a impulsionar seus negócios e assim melhorar o atendimento aos clientes.

Ferramentas para colocar o ecommerce no ar

Os obstáculos no caminho de quem busca abrir o próprio negócio nas redes não são poucos. Eles vão desde a burocracia até as dificuldades de administração e as restrições financeiras. Mas algumas ferramentas disponíveis nas redes podem facilitar os processos de viabilização do ecommerce.

O provedor de hospedagem de sites HostGator aposta em ferramentas como o Criador de Sites para facilitar o lançamento de um portal nas redes. A ferramenta, que possibilita a fácil criação de websites, blogs e lojas virtuais, é destinada a um público que não possui conhecimento técnico em desenvolvimento e webdesign, mas necessita de um site no ar. O Criador de Sites já está entre os serviços mais procurados da empresa.

Outra ferramenta para otimizar o trabalho de quem quer lançar um ecommerce é o Página Fácil, que coloca uma página temporária no ar em alguns minutos. O Página Fácil pode ser usado enquanto o site definitivo ainda não fica pronto, por exemplo. Com o recurso, é possível colocar no ar informações como nome da empresa, descrição, endereço, telefone e formulário para contato, além de links para as redes sociais, o que ressalta a visibilidade da marca. Não é necessário nenhum conhecimento específico de programação.

Para o Gerente de Desenvolvimento da HostGator, Vandre Ramos, esses recursos são um apoio importante e manter um ecommerce vale a pena. “Garantir a presença na internet é fundamental para o sucesso de um negócio”, ressalta Ramos.

Ferramentas que fazem a gestão da loja

Com o ecommerce rodando e as vendas começando a crescer, outros desafios começam a aparecer. Como controlar todo o processo de venda, entender o estoque e acompanhar as métricas de vendas? Uma solução para isso é investir em um software de gestão de lojas, que pode ajudar a monitorar todo o processo de venda, do estoque até o frete.

A Hiper, startup que atua no varejo, desenvolve diversas soluções focadas em resolver os problemas de gestão e vendas dos varejistas. “Temos o objetivo de deixar a vida do nosso cliente mais fácil, já comprovamos que com um sistema de gestão fluido as vendas aumentam. Só assim o varejista consegue acompanhar todas as etapas e saber quando há desperdício, por exemplo”, comenta Tiago Vailati, CEO da Hiper.

Especialistas para auxiliar a construção de um ecommerce

Ter um ecommerce não é como ter qualquer outro modelo de site. Além de ser de fácil uso e garantir o objetivo final, a venda, ele deve ser seguro e amigável aos usuários. Por isso, contratar uma empresa que auxilia na formatação e atualização da infraestrutura pode ser essencial para o sucesso do negócio.

Douglas da Silva é desenvolvedor na Cheesecake Labs, empresa que desenvolve apps e softwares terceirizados. Entre os principais requisitos que ele elenca serem cruciais na hora de programar um ecommerce estão: um ambiente seguro, estável, com uma boa experiência do usuário e versátil. “Quando o assunto é segurança, precisamos garantir que as requisições feitas contenham todos os protocolos de segurança implementados e que as mesmas sejam transitadas dentro de um canal seguro. Além disso, é importante que cada clique do usuário o direcione para o lugar correto, aumentando a possibilidade de efetivação da compra”, observa Silva.

Confira a seguir quais as 20 tendências para ecommerce para o ano 2019

  1. Melhorar a experiência do cliente
  2. Utilizar tanto a Realidade Aumentada quanto a Realidade Virtual
  3. Aplicativos para dispositivos móveis terão ainda mais relevância
  4. Pesquisa avançada de produtos
  5. Machine learning e Inteligência Artificial (AI)
  6. Personalização
  7. Anúncios baseados em interesses
  8. Voice Search vai mudar a formar de pensar e executar SEO (Search Engine Optimization)
  9. Pesquisas on-line, compras off-line (ROPO)
  10. Busca por Melhores Métodos de Pagamento (Criptomoeda)
  11. eCommerce com melhor visual
  12. Vídeo no Hero Carousel
  13. Amazon e Amazon SEO
  14. Pesquisa de imagem
  15. Transporte rápido e melhor logística
  16. Chatbots
  17. Mídia social
  18. Lojas físicas não estão mortas ainda
  19. B2B = B2C
  20. Menos uso do navegador

Quer saber mais?

Confira todos os insights da pesquisa em: Top 20 ecommerce trends for 2019 to boost your sales (conteúdo em inglês)

Leia também