O que é um Dia Perfeito de Alta Performance para você?

Um exercício que gosto muito de fazer em workshops e mentorias é o que chamo de Dia Perfeito.

De maneira simples e resumida, funciona assim:

a) Você faz uma lista com 10 coisas que, se fizer durante o dia, terá um dia perfeito. Alguns exemplos de frases que vejo sendo colocadas com frequência no Dia Perfeito:

  • Acordar cedo.

  • Tomar café da manhã tranquilo.

  • Despedir-me com um beijo do pai, da mãe, do filho, da filha, do marido, da esposa.

  • Chegar 15 minutos adiantado no trabalho.

  • Fazer X ligações.

  • Responder todos os e-mails.

  • Rezar, meditar.

  • Alimentar-me bem.

  • Fazer exercício.

  • Ler por pelo menos 15 ou 30 minutos.

  • Ir dormir antes das 23h.

Procuro não influenciar o que vai no Dia Perfeito de cada um, justamente para respeitar as diferenças e reforçar que cada um vai ter uma lista diferente. A questão não é o que os outros colocam, é o que faz VOCÊ ter um Dia Perfeito (e se está fazendo isso ou não).

b) Todos os itens colocados nessa lista devem ser coisas que você FAZ, que tem controle. Nada de terceirizar a responsabilidade do seu sucesso para fatores externos e/ou fora do seu controle.

Esse é um ponto que sempre me chamou muito a atenção: pessoas de baixa performance tendem a colocar na lista do Dia Perfeito coisas sobre as quais não têm controle nem influência. Por exemplo: “Meu dia perfeito é quando tem sol e a temperatura está boa”, “Meu dia perfeito é quando recebo um elogio do meu chefe ou do meu cliente” etc.

Note como não conseguimos fazer essas coisas e existe uma terceirização da responsabilidade.

Pessoas de alta performance fazem exatamente o contrário: têm a tendência de colocar a imensa maioria de tarefas a realizar – todos verbos de ação.

c) Ao final do dia, você revisa a lista e anota se fez aquilo ou se não fez. A nota média, ao começar o exercício, é geralmente algo ao redor de 5. Com o passar dos dias, você vai melhorando até chegar à nota 10 (seu Dia Perfeito).

Tenho dezenas de depoimentos que alunos/clientes meus me mandam até hoje por começarem a exercitar seu Dia Perfeito e melhorarem seus resultados e sua vida só porque entraram num ritmo diferente.

Na primeira vez que o exercício é feito, é comum que a nota fique em 5 – ou seja, a pessoa está fazendo 5 das 10 coisas que seu Dia Perfeito teoricamente deveria ter. Em alguns casos a nota é ainda mais baixa – 2 ou 3, por exemplo. Isso significa uma rotina de baixa performance e, pior ainda, infeliz ou insatisfeita. Claramente algo não sustentável.

Ao fazer a lista, fica claro que a responsabilidade pelo seu sucesso está na verdade em suas mãos. Só precisa se organizar, ter foco e depois disciplina e consistência.

Sucesso não é o que você faz de vez em quando – é o que você faz todos os dias.

O exercício do Dia Perfeito é… perfeito (desculpe o trocadilho, não resisti) justamente para isso. Organiza, dá foco, estimula a disciplina e a consistência.

Experimente fazer o exercício e colocar em prática – vai ficar surpreso com os resultados.

Abraços de alta performance,

Raul Candeloro
Diretor

P.S.: É justamente sobre isso que falei na aula desta segunda-feira na Semana da Alta Performance.

Caso ainda não tenha se inscrito e queira assistir às aulas gratuitas cobrindo todos os 8 passos da venda, este é o link: https://www.institutovendamais.com.br/participe-da-semana-da-alta-performance/

Amanhã falarei sobre Prospecção de Novos Clientes, depois Abordagem, Levantamento de Necessidades, e assim por diante, até chegar a Pós-Venda, no sábado. Sempre com um exercício prático em forma de desafio ao final de cada aula para você já utilizar o que foi visto na aula e começar a melhorar seus resultados. Participe!