Bootstrapping: o case de sucesso da MaxMilhas, que transforma milhas em viagens

Bootstrap significa dar início a uma startup sem o auxílio de investidores externos. Confira como o CEO da MaxMilhas transformou um problema pessoal na maior empresa de venda de passagens emitidas por milhas do mundo

Quantas vezes você já deixou de visitar alguém ou de viajar para uma reunião por conta do valor da passagem aérea? O CEO da MaxMilhas, Max Oliveira, passou pelo mesmo problema quando quis visitar sua namorada. Como solução, criou uma startup de compra e venda de milhas aéreas, possibilitando que mais pessoas tenham a oportunidade de viajar, visto que o custo das passagens emitidas por milhas são muitas vezes mais baratas do que as emitidas pelas companhias aéreas.

A MaxMilhas está no mercado desde de 2013 e nunca recebeu incentivo externo, modalidade conhecida como bootstrapping no mundo das startups. No início da empresa, o valor levantado pelos sócios foi de R$ 28 mil, mas eles usaram menos da metade para tirar a ideia do papel. Hoje a empresa é a maior do setor, apresentando mais de R$ 100 milhões transacionados em 2016 e mais de 4 bilhões de milhas vendidas no mesmo período. Para esse ano, a expectativa é ultrapassar a venda de mais de 9 bilhões de milhas aéreas intermediadas.

Confira a seguir a entrevista exclusiva com o CEO da MaxMilhas, Max Oliveira.

O que é exatamente a MaxMilhas?

A MaxMilhas é uma empresa que vende passagens aéreas com desconto, emitidas pelas milhas de quem deseja vender. Desde 2013, já emitimos mais de 500 mil passagens. São milhares de pessoas viajando mais e esse é o nosso propósito.

Tudo começou quando eu queria visitar minha namorada, atual esposa, e o preço da passagem aumentou muito repentinamente. Fiquei indignado. Costumo brincar que estava com saudades, mas nem tanto para valer os 500 reais (da passagem). Naquele momento, percebi que a quantidade de milhas necessárias para aquele mesmo voo não tinha aumentado. Deixei de viajar, é verdade, mas tive a ideia. Pensei como todo mundo poderia sair ganhando, se as pessoas colocassem suas milhas a venda. Mais gente viajaria mais, pagando menos, e as milhas poderiam render uma grana extra.

A MaxMilhas nasceu da minha dor pessoal que, quando percebi, era uma dor compartilhada. O brasileiro viaja de avião, em média, uma vez a cada quatro anos, enquanto o americano viaja duas vezes ao ano. Chegamos para mudar essa história e tornar mais viagens possíveis para todos.

Sediada em Belo Horizonte (MG), onde tudo começou, a MaxMilhas cresce em ritmo exponencial. Vencedora do prêmio Info Start 2013 (categoria 16 bits), juntou-se em 2014 ao Programa Start-Up Brasil (iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação), sendo reconhecida como a maior startup do programa. Em 2015, foi listada entre as 15 empresas mais inovadoras pela Exame.com. Em 2016, a excelência do seu atendimento foi reconhecida pelo Prêmio Experiência do Consumidor, categoria Cliente Promotor, promovido pela TrackSale. Em 2017, passou a integrar a lista de empresas brasileiras aprovadas pelo programa da Endeavor. E seguimos a todo vapor.

Como funciona?

Para os compradores, basta seguir o passo a passo abaixo:

  • Acesse o site: maxmilhas.com.br.
  • Escolha o destino, a data de ida e volta (ou somente ida), o número de passageiros e faça a busca.
  • Encontre, pelo comparativo de preços, a melhor opção de voo. Se o melhor preço for oferecido pela companhia aérea, o site redireciona sua compra para a companhia. Se a melhor opção for via MaxMilhas, basta selecionar o voo.
  • Em seguida, selecione um dos vendedores disponíveis no site.
  • Faça o login ou se cadastre no site, para prosseguir.
  • Após inserir os dados do passageiro e efetuar o pagamento, a passagem será emitida com as milhas do vendedor escolhido e enviada para o email cadastrado.

Esse conteúdo está disponível neste vídeo.

Já para o vendedor, o funcionamento acontece da seguinte forma:

  • Acesse Vender Milhas pelo menu do site.
  • Informe quantas milhas deseja vender e escolha, com base nas ofertas dos outros ofertantes, o valor para cada 1.000 milhas.
  • Informe seus dados e conclua sua oferta.
  • Aguarde a análise da oferta pela equipe MaxMilhas. Em seguida, a oferta ficará disponível no site e você poderá acompanhar o status de suas ofertas em sua conta da MaxMilhas.

Quando a oferta do vendedor é selecionada, a MaxMilhas faz a emissão da passagem. Segurança para quem compra, tranquilidade para quem vende as milhas. Por fim, o vendedor recebe o dinheiro referente à quantidade de milhas negociadas, em sua conta bancária cadastrada em até 20 dias corridos, após a venda. Esse conteúdo está disponível em nosso site, em Como vender milhas.

Como isso pode ajudar as pessoas da área de vendas/comercial?

De acordo com nossa pesquisa de satisfação, 48% das pessoas viajam com frequência para visitar a família, amigos ou manter um relacionamento à distância. A gente fica muito feliz por poder proporcionar mais economia a quem precisa viajar para matar as saudades e estar mais perto de quem gosta. O mesmo vale para quem viaja a negócios. Ainda de acordo com a nossa pesquisa, 20% das pessoas afirmam que estão viajando com essa finalidade. As pessoas precisam viajar para fortalecer suas relações comerciais, expandir a empresa, progredir.

Quando proporcionarmos uma economia de até 50% – a economia média no nosso site é de R$450 – estamos também facilitando para que esses negócios se fortaleçam. A viagem precisa acontecer de qualquer forma e, com a MaxMilhas, é possível e com mais economia. A gente sabe como qualquer dinheiro poupado beneficia a empresa em qualquer estágio, principalmente para os microempreendedores e pequenos negócios. Afinal, podemos proporcionar não só oportunidades, como a economia, mas nos sentimos que fazemos parte de milhares de empresas, e de histórias.

Você poderia nos dar um exemplo prático? 

Quando chegamos ao marco de 500 mil passagens emitidas, agora em julho, mandei um e-mail para a nossa base de clientes. Contamos a história da MaxMilhas e pedimos para que eles contassem a sua história com a empresa. Foi incrível! Recebi inúmeras histórias, relatos, sugestões e, entre elas, a que mais me chamou a atenção foi o depoimento do dono de uma empresa. Segundo ele, a MaxMilhas ajudou muito o início da sua startup. Quem empreende sabe quanto economizar é essencial. Saber que a MaxMilhas participou do início de muitos negócios, é um motivo para me orgulhar.

Que tipo de empresa pode se beneficiar deste produto/serviço?

Qualquer empresa e qualquer pessoa. O propósito da MaxMilhas é fazer com que as pessoas voem mais e com mais economia, é claro. A gente acredita que as pessoas merecem viajar mais seja para qualquer finalidade. E esse não é apenas um propósito meu, mas uma missão compartilhada por todos da equipe. Hoje, somos mais de 120 pessoas totalmente dedicadas a tornar mais viagens possíveis. Nosso atendimento é de excelência, pois tratamos cada cliente como único e entendemos a importância da sua viagem.

Da mesma forma, que tipo de situação seu produto/serviço NÃO se propõe a resolver?

Emitimos passagens aéreas com desconto, com as milhas de quem deseja vender. As pessoas compram as passagens com dinheiro, transferência bancária ou cartão em até 3 vezes sem juros. Nosso foco é a venda de passagem aérea. Não trabalhamos com pacotes de viagem, por exemplo, por mais que o nosso blog tenha dicas diárias de viagem.

Quais são os erros mais comuns que você vê as empresas cometendo em relação a este assunto específico ou nesta área em que seu produto/serviço/solução se propõe a ajudar?

Encontros de relacionamento são cruciais para uma empresa que deseja expandir. Não participar ativamente de reuniões, eventos ou fortalecer o networking por conta do preço das passagens aéreas pode ser um erro. Ao oferecer passagens aéreas com até 50% de desconto, a MaxMilhas proporciona mais viagens, mais experiências, encontros e histórias.

Outro ponto interessante, não sobre o nosso produto final em si, mas sobre a nossa trajetória, é que a MaxMilhas é um dos maiores cases de bootstrapping (empresas que crescem sem investimento externo) do país. Ou seja, crescemos exponencialmente apenas com recursos próprios.

Para quem deseja seguir em bootstrapping, alguns pontos são cruciais. O primeiro deles é ter o foco total e absoluto no cliente. Nenhuma empresa quer atender mal seu cliente. Mas poucas entendem de fato a dor que ele sente e oferecem realmente uma solução para um problema. Além disso, seguir em bootstrapping exige grande esforço do time inicial e, sinceramente, sempre vai exigir. Na MaxMilhas, buscamos profissionais com espírito empreendedor, pessoas que reconheçam que, enquanto trabalham, empreendem seu tempo. Aqui, todo dia aprendemos algo novo, e isso é muito recompensador.

Ainda sobre o nosso modelo de negócio, outro grande desafio é lidar com o desconhecimento e a desconfiança. Isso vale para qualquer empresa e, principalmente, para empresas que criam um novo segmento, como a MaxMilhas. No nosso caso em particular, lidamos com um mercado imaturo no nosso país. Entre 5 a 8% das pessoas participam ativamente dos programas de fidelidade, ou seja, uma pequena parcela da população tem algum conhecimento sobre o tema. Há uma necessidade urgente de amadurecer o mercado e provar, diariamente, a transparência do nosso negócio.

Dessa lista de erros, qual você considera o mais grave? Por quê?

Empresas que não entendem de fato a dor de seus clientes e que, assim, acabam oferecendo um produto que não soluciona seus problemas de forma realmente satisfatória. Outro ponto importante é que, tanto o desconhecimento quanto a desconfiança são duas desvantagens que podem, de certa forma, atrapalhar o negócio. Por isso, criamos um sistema totalmente transparente com atendimento 24 horas para que qualquer dúvida seja sanada rapidamente.

Como a empresa faz para diminuir essas desvantagens?

Focamos em estratégias de marketing para divulgar a MaxMilhas por todo o Brasil.  Além de mantermos um relacionamento bem próximo com nossos clientes e também com o público que entra em contato para tirar dúvidas ou para contribuir de alguma forma com o negócio. Percebemos também como o trabalho de marca depende de uma forte cultura organizacional. Aqui, todo mundo trabalha pelo mesmo propósito. A gente acredita que as pessoas merecem viajar mais. Para munir todos de informação, nosso blog traz, além de dicas de viagem, informações completas sobre milhas aéreas, passagens promocionais, direitos do viajante e muito mais.

Qual seu diferencial em relação a outros possíveis concorrentes? Por que vocês são diferentes?

A MaxMilhas é pioneira no segmento de venda de passagens aéreas emitidas por milhas. Por isso, conhecemos o negócio melhor que ninguém! A empresa toda começou porque acreditamos que as pessoas precisam de mais acesso às viagens, então o cliente é de fato uma prioridade. Além disso, somos atualmente a maior empresa de venda de passagens emitidas por milhas do mundo, o que garante a segurança ao comprador. Temos um atendimento de excelência com operação 24h. Inclusive, temos o selo RA1000 do Reclame Aqui, que atesta nosso compromisso com o cliente.

O cliente pode optar pelo pagamento com cartão de crédito, em até 3x sem juros, e também por transferência bancária. Possibilitando que pessoas que não tem cartão de crédito ou estão sem limite no cartão no momento, consigam comprar com facilidade. Nessa última modalidade de pagamento, enviamos um e-mail com os dados de nossas contas bancárias nos maiores bancos do país. Assim, o cliente pode realizar a transferência pelo seu banco online ou caixa eletrônico e nos encaminhar o comprovante. Facilita bastante a vida do comprador. Também, somos a única do segmento que funciona como Market Place, o que significa que quem tem milhas para vender pode anunciar com a gente e rentabilizar as milhas ociosas que possui.

Com tanta experiência na área, quais dicas ou informações você vê sendo dadas pela mídia sobre esse assunto com as quais claramente não concorda?

Já ouviu falar que buscar passagem aérea de madrugada é a dica para economizar? Ou que o melhor momento para buscar sua passagem é 21 dias antes da data do voo? Pois é, nada indica que essas dicas estejam certas. É difícil precisar um horário ou um dia, pois o sistema de precificação das companhias aéreas muda constantemente, tendo casos de passagens mais baratas com e sem antecedência. Não acreditamos em um número mágico de dias antes do voo. Como regra geral, quanto antes melhor. Mas, se sua passagem já tiver bem cara mesmo com muita antecedência, esperar algumas semanas, consultando durante os fins de semana, quando as cias aéreas fazem promoções, pode ser uma boa. Apesar disso, o risco de a passagem aumentar ainda mais, sempre existe.

Para saber mais 

Leia também: