Plataforma Lomadee aposta no marketing de afiliados para impulsionar varejo digital

A chegada da pandemia causada pelo coronavírus intensificou um movimento que já vinha em crescimento: o das compras online. Para se fazer presente na internet e manter o ritmo de vendas sem que as pessoas precisem sair de casa, as marcas precisaram se adaptar. Uma das alternativas adotadas foi o marketing de afiliados, modelo de negócio em que os filiados divulgam os produtos de uma marca ou loja e recebem comissão por compra efetivada.

Apesar de parecer novidade, o marketing de afiliados é um conceito que existe desde os anos 90. Por meio dele, as empresas lucram com as vendas, enquanto os afiliados contam com a flexibilidade de tempo para trabalhar e a oportunidade de complementar a renda ou até mesmo alcançar a independência financeira.

A divulgação pode ser feita de várias formas: e-mails marketing, criação de conteúdo para redes sociais e uso de um link personalizado são algumas das formas utilizadas. Além de ter celular ou computador e acesso à internet, o afiliado precisa conhecer o produto vendido para tirar eventuais dúvidas e, geralmente, se associar a alguma plataforma especializada de intermediação.

>> Exclusivo para assinantes: Confira as 6 etapas para recrutar o melhores vendedores para sua equipe

A Lomadee, startup de consultores digitais do Movimento Compre & Confie, é uma dessas plataformas. Fundada em 2009 com o objetivo de revolucionar as formas de monetização na internet, a empresa conta com mais de 1,5 bilhão de visitas no e-commerce e cerca de 1 bilhão de vendas registradas no último ano. Para entender o potencial do marketing de afiliados, conversamos com Andrea Fernandes, CEO do Movimento Compre & Confie.

Que tipo de serviço vocês oferecem exatamente na Lomadee? Como o seu serviço é diferente de outras propostas similares no mercado?

A Lomadee foi pioneira em marketing de afiliados na América Latina. Recentemente, em 2019, fomos eleitos como a melhor plataforma de afiliação para e-commerce. A companhia oferece soluções para empresas diversificarem sua publicidade digital, com uma estratégia 100% focada em performance. Do lado dos afiliados, oferecemos a possibilidade da independência financeira por meio do comissionamento das vendas realizadas.

Atualmente, a Lomadee conta com mais de 510 mil consultores e revendedores especializados online cadastrados. Também somos a única plataforma que trabalha com pessoa física, com grande foco em trazer conhecimento para nossos consultores e confiança para o consumidor final e anunciantes. Sem dúvida, a nossa capilaridade é um grande diferencial.

Como exatamente a Lomadee pode ajudar uma empresa a melhorar seus resultados em vendas? Pode compartilhar com a gente alguns casos de sucesso?

A Lomadee é uma empresa voltada a resultados, isso quer dizer que o anunciante só paga uma porcentagem sobre as vendas realizadas. Não há qualquer cobrança mensal ou de integração. Ao firmar parceria com a Lomadee, a empresa conta com uma rede de consultores e revendedores especializados online, que divulgam seus produtos e serviços em troca do comissionamento das vendas realizadas, isso tudo administrado pela Lomadee.

Além desses benefícios, os consultores e revendedores online realizam uma venda consultiva, auxiliando o cliente, fazendo com que eles obtenham uma experiência de compra completamente diferente do que teriam ao apenas comprar em um e-commerce e/ou marketplace, além de, alcançar canais não explorados por outras mídias, como grupos de condomínio via WhatsApp. A ideia é juntar duas pontas que normalmente não teriam contato, como por exemplo grandes, médios e pequenos varejistas a consultores ou revendedores.

Durante a pandemia, além de oferecer o serviço da plataforma, desenvolvemos o programa de afiliados de muitas empresas. A ideia é que as marcas tenham seu programa de afiliados, com toda a infraestrutura e tecnologia da Lomadee.

Em abril de 2020, quando enfrentamos os primeiros impactos da pandemia, desenvolvemos – em menos de 20 dias – o programa “Revendedor Ri Happy”. Os mais de 4000 vendedores da empresa se cadastraram na plataforma e começaram a vender brinquedos online, com comissionamento, durante o período de isolamento social. Com a nossa penetração, podemos oferecer experiências personalizadas para as empresas e um portfólio diversificado de ofertas aos vendedores.

Que tipo de empresa pode se beneficiar deste tipo de solução?

Hoje, conseguimos abraçar qualquer empresa de varejo ou serviços que tenha o processo de venda ou cadastro online. Trabalhamos com o mercado financeiro, as grandes redes de varejo, lojas de moda, eletrodoméstico, etc.

Pensando nas diferentes frentes de negócio, criamos duas maneiras de comissionamento: CPA (Custo por Aquisição ou Custo pela Venda), modelo no qual o anunciante paga a comissão se a venda for realizada; e CPL (Custo por Lead) em que o comissionamento é liberado quando ocorre um cadastro de um cliente.

Da mesma forma, que tipo de situação você NÃO se propõe a resolver?

Um dos principais pilares da Lomadee é a conexão, sempre com transparência e honestidade. As empresas parceiras nos enxergam como um braço de comunicação e mídia. Levantamos diferentes bandeiras todos os dias – por isso é fundamental que a gente trabalhe dessa forma. Se você for pensar, replicamos a cultura e os valores de 280 anunciantes para os nossos mais de 510 mil afiliados. Todo mundo tem que estar muito bem alinhado e tem que fazer sentido para os dois lados.

Quais são os erros mais comuns que você vê as empresas cometendo em relação a essa questão de programas de afiliados?

É importante que os anunciantes entendam que o programa de afiliação é apenas uma das várias estratégias de marketing de uma empresa. Para que os consultores e revendedores online tenham interesse em divulgar os produtos ou serviços de determinada empresa, a marca deve investir em campanhas de branding, oferecer uma boa experiência ao consumidor e, claro, oferecer preços e comissões atrativas.

Hoje vivemos um momento de amadurecimento do consumidor no meio digital – e é fundamental que essa pessoa que está tendo seus primeiros contatos com as empresas virtualmente, tenha uma boa experiência. Quem não pensa nisso hoje, erra feio. Esse é o momento que sempre ficará na memória do consumidor. Uma quebra de confiança nesse momento é decisiva. Uma boa experiência abre portas. 

Por onde começar esta jornada de melhoria na questão de afiliados que vocês propõem? De maneira sucinta e objetiva, quais as principais recomendações?

Ao iniciar a parceria, o nosso time de negócios estuda o segmento do parceiro e entende os objetivos de curto, médio e longo prazo. Assim, conseguimos sugerir ações customizadas e um valor de comissionamento que seja atrativo ao parceiro e, também, aos nossos consultores e revendedores online.

Com tanta experiência na área, existem informações que você vê sendo difundidas pela mídia sobre marketing de afiliados com as quais claramente não concorda, acha exageradas ou apenas modismos que passarão?

O marketing de afiliados ainda é pouco explorado pelo mercado e pouca gente conhece o nosso trabalho a fundo. Vemos muita gente falando sem entender o relacionamento que é criado entre o afiliado e a rede de anunciantes. No final das contas, democratizamos o marketing digital, oferecendo uma variedade gigantesca de produtos e anunciantes a um batalhão de vendedores. Que empresa hoje tem 510 mil vendedores na rua?

Algum último comentário que queira fazer para os leitores da VendaMais?

Estamos vivendo um momento único. Aprendemos que diversificar as estratégias, apostar em ações de marketing com foco em performance e ter controle sobre os gastos das campanhas é essencial para alcançar resultados relevantes. Você precisa estar onde o seu consumidor está, e a maior vitrine do mundo é a internet. Uma vantagem do marketing de afiliados é o baixo investimento pelo lojista. Isso abre possibilidade de muita gente que não teria força e penetração no meio digital a marcar presença, democratizando o varejo.

Saiba mais:

Para mais informações sobre como ser um afiliado ou um anunciante, acesse o site da Lomadee.

Leia também: