Inspiração, amor e preparo

Conheça a receita de sucesso de Daniel Gimenes Pillmann e inspire-se na sua trajetória, aprendizados e dicas para se tornar um superlíder

Por Francine Pereira

Se a
relação de Daniel Gimenes Pillmann com vendas fosse um casamento, este ano eles
estariam completando bodas de prata, pois já faz 25 que tudo começou. Com
apenas 36 anos, Daniel era uma criança quando se interessou por vendas. “Culpa”
do pai, que trabalhou na área a vida toda. “Foram várias as vezes que fui a
campo com ele para entender a dinâmica do processo, do encantamento do cliente
e, principalmente, a vibração na hora do fechamento de um negócio. Isso sempre
me deixava empolgado”, conta.

Formado em Marketing e Vendas pela Unisul e cursando Gestão
Empresarial na FGV, Daniel é hoje diretor de vendas da TIM no interior de São
Paulo e lidera diretamente oito gerentes e um corpo de vendas de cerca de 3 mil
pessoas. Sua experiência traz grandes lições…

Um caminho de sucesso

Aos 10
anos, Daniel vendia picolé e pipa que fazia em casa para conseguir juntar
dinheiro e não depender da mesada. Os anos passaram e na juventude ele
conseguiu o primeiro emprego formal, trabalhando em uma rede de lanchonete.
Oficialmente em vendas, uma loja de sapato foi sua primeira experiência. E foi
lá que o interesse na área aflorou de verdade.

            A dedicação, a paixão e as lições
aprendidas no começo da carreira ele levou para o seu primeiro grande desafio,
aos 21 anos: liderar 40 pessoas na Vonpar Refrescos, empresa que fabrica e
distribui bebidas Coca-Cola no sul do Brasil. “Tive que convencer pessoas muito
mais experientes que o caminho que trilharíamos era o melhor para todos. Foi
uma experiência vencedora, meu time levantou vários canecos de vendas”, conta.

Em 2010, como ele mesmo diz, “passou para o outro lado da
mesa” e virou comprador de uma das maiores redes de varejo do sul do Brasil, as
lojas Salfer. “Todo vendedor deveria viver essa experiência. Entender a cabeça do
comprador abre oportunidades. A maioria dos compradores tem a mesma missão do
vendedor: comprar certo para vender mais. Se houver sinergia e transparência
nos negócios, todos ganham”, analisa.

Tempos depois, motivado a crescer, ele chegou à TIM com o
desafio de revolucionar o varejo de telefonia. “Estávamos muito atrás dos
nossos concorrentes e, por isso, precisávamos desenvolver as pessoas do time
para serem mais eficientes e produtivas. O resultado foi rápido. Passamos a
liderar em praticamente todos os varejos do sul do Brasil e puxar os
indicadores da TIM Brasil para cima”, conta Daniel.

Como fruto desse trabalho, em 2013 ele chegou ao cargo de
diretor de vendas do interior do estado de São Paulo, onde está até hoje
liderando diretamente oito gerentes sênior e um corpo de vendas de
aproximadamente 3 mil pessoas entre funcionários próprios e terceiros.

Diferenciais e dicas

Daniel
atribui seu sucesso a três fatores:

1. Capacidade de impulsionar o
crescimento dos vendedores

Segundo
Daniel, sua maior dificuldade como líder de vendas é a falta de tempo para
formar um time de alta performance. Para superar essa dificuldade, ele se
preocupa com orientação e motivação. “Hoje, a melhor maneira de reter nossos
talentos é mostrando o caminho de crescimento e de formação de carreira que
eles podem ter dentro da organização. Outro ponto primordial é a motivação, que
apesar de vir de dentro pode ser estimulada pelos líderes – o que procuro fazer
com os profissionais da minha equipe”, revela.

2. Acompanhamento constante

“Quando
vejo meu time liderando a venda no Brasil, ganhando prêmios de incentivo e
melhorando a qualidade da nossa venda, eu tenho a convicção que estamos no
caminho certo. Mas, para isso, não perco o foco um dia sequer no desempenho da
venda semanal e diária, avalio os impactos das ações e tento identificar em que
consigo ser mais assertivo. A eficiência operacional é o segredo de um grande
vendedor. Tropeçamos todos os dias em oportunidades, aquele que estiver mais
atento, que tiver melhor argumentação e velocidade, terá êxito”.

3. Transparência e proximidade com a
equipe

Outro
diferencial que faz de Daniel um líder acima da média é o fato de investir no
bom relacionamento com sua equipe. “Não é fácil fazer com que as pessoas saibam
como atuar de forma assertiva, confiar na estratégia que implementamos e ter
transparência no dia a dia. Na área comercial não dá para ter melindres. Nas
horas difíceis, o líder precisa se destacar, ir para o front e dividir os papéis. Quando as pessoas têm o líder como
exemplo, elas deixam de fazer pela empresa e fazem por ele, e essa é a maior
honra que um líder pode ter”.

Quer seguir
o mesmo caminho de Daniel? As dicas dele são estas:

  1. Seja um formador de
    talentos.
    Dedique muito tempo em desenvolver seus sucessores. Não tenha receio de
    trabalhar com grandes profissionais. Quem tem medo de sombra está fadado à
    derrota, e se você ainda não preparou seu sucessor, não está pronto para seguir
    adiante.
  2. Valorize cada
    batalha vencida pela sua equipe, reconheça os melhores, divida as conquistas e
    assuma a responsabilidade no fracasso.
    Cuide das pessoas. Este é o maior ativo de
    uma organização.
  3. Tenha uma
    comunicação direta com a força de vendas.
    Crie mecanismos para se comunicar
    até com quem atua longe de você – com o avanço da tecnologia da comunicação,
    hoje a distância não é barreira para uma conversa em tempo real.
  4. Não aceite a meta
    como objetivo.
    Meta foi feita para atingir, o que você faz acima dela e
    como faz é o que torna você um profissional diferenciado. Fazer a mais do que
    você foi contratado é o que te leva para o sucesso.
  5. Tire algum tempo do
    seu dia para descontrair com sua equipe.
    Trabalhar em um ambiente hostil e pesado
    só irá lhe prejudicar.