De carregador a empresário: conheça a inspiradora história de Jâmisson Ferreira

Entenda como a estratégia One Stop Shop tornou a JAMSOFT Informática sinônimo de solução

Antes de finalizar esta quarta-feira, véspera de feriado, não deixe de ler a história de Jâmisson Ferreira! Filho de um peão de Boiadeiro e nascido no interior de Sergipe, ele trabalhou em diversas áreas até encontrar aquela que poderia torná-lo referência. Estudou, se aperfeiçoou, passou por decepções familiares, até se reerguer e estar à frente da maior empresa de automação comercial em seu estado. O segredo: persistência, determinação e foco nas pessoas.

Além de empresário, Jâmisson é membro fundador do Geração Coach PNL Brasil, palestrante, treinador comportamental formado pelo Instituto de Formação de Treinadores (IFT) e coautor dos livros “Líderes em ação” e “Geração Coach PNL Brasil – Ferramentas para uma vida de sucesso”. E nesta entrevista conta como essa trajetória foi sendo, degrau a degrau, formada e transformada. Confira a seguir esta lição de vida!

O que é a Jamsoft? Como surgiu?

Iniciei minha carreira pegando carrego na feira livre na cidade de Itabaiana (SE). Depois consegui um emprego de garçom na lanchonete Terraço, no centro da cidade. Essa lanchonete fica vizinha à ótica Visótica e o proprietário, vendo meu trabalho na lanchonete, me convidou para trabalhar com ele. Trabalhando na ótica, fiquei sabendo de um curso de informática que havia chegado na cidade (CBI-Curso Básico de Informática). Fiz esse curso e me identifiquei muito com tudo. Foi então que eu disse: “vou seguir, vou avançar nessa área”. Estudei muito e fui convidado a seguir com a escola para Alagoinhas (BA) como professor de Informática. Lá surgiu uma oportunidade como coordenador de professores de outra Escola em Campo Grande (MS), a EBI-Escola Básica de Informática.

Alguns anos depois, em 1987, retornei para minha cidade Natal (Itabaiana) e com dois computadores montei minha própria Escola. Um ano depois, comecei a desenvolver sistemas para cálculo de imposto de renda, pois a Receita Federal ainda não disponibilizava para os contribuintes. O sistema foi um sucesso e a partir daí, vieram outros sistemas, como Folha de Pagamento, Controle de Estoque, Sistema Gestão Empresarial (SGE), etc. Foi aí que veio a ideia de mudar de nome da empresa, juntando o JAM de JAMISSON e o SOFT de Software, ficando JAMSOFT Informática. Desenvolvia sistemas e vendia produtos de informática para os clientes da região.

Vocês têm Missão, Visão, Valores bem definidos? Se sim, quais são?

Visão: Ser referência empresarial na comercialização de produtos, serviços de informática e soluções em tecnologia da informação.

Missão: Oferecer a máxima qualidade em produtos, serviços e soluções em tecnologia da informação que atendam às necessidades dos clientes.

Valores:

  • Pessoas em primeiro lugar
  • Respeito ao cliente, fornecedores e colaboradores
  • Responsabilidade socioambiental
  • Valorização de talentos e a cultura empreendedora
  • Busca contínua pela inovação e acompanhamento das evoluções do mercado
  • Foco na qualidade em todos os aspectos
  • Manutenção da saúde financeira e a sustentabilidade da empresa.

Qual seria a definição de sucesso para a Jamsoft como projeto/empresa?

Ser filho de um peão de Boiadeiro, nascido no interior de Sergipe e hoje, com muita garra, determinação e persistência, tenho a maior empresa de automação comercial em meu estado. Sou referência em tecnologia, tenho a honra de representar (2014 a 2019) a classe lojista de minha cidade, sendo Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), devolvendo tudo de bom que recebi dessa cidade maravilhosa. Sucesso é realizar, é fazer tudo isso com muita energia, com muito entusiasmo, com muita alegria, acordando todos os dias acreditando e semeando a esperança de um País melhor para meus filhos, meus colaboradores, meus amigos.

Quais foram as maiores dificuldades de criar a Jamsoft?

Falta de dinheiro e know-how. Retornei de Campo Grande (MS), com apenas dois microcomputadores (1 CP-500 e 1 DGT-100). Meu Pai, José Ferreira Neto (Zé Catingueiro), me emprestou o dinheiro para comprar um terceiro micro (MSX-Gradiente). Eu mesmo pintei as paredes do sobradinho pequeno, meu pai fez as portas e eu coloquei no lugar… Enfim, foi muito trabalho e dedicação. O know-how foi para iniciar a venda do curso, pois as empresas não acreditavam. “Um filho de Zé Catingueiro e Dona Nide, do interior, não tem know-how”. Foram centenas de NÃO, até conseguir um SIM.

Quais foram os principais sinais de sucesso que começaram a aparecer, mostrando o acerto da nova estratégia?

Quando tive a ideia de visitar um escritório de contabilidade na cidade, oferecendo sistema para cálculo do imposto de Renda. Esse contador fazia até seis vezes mais declarações do que a maioria dos concorrentes e isso se propagou que foi devido ao sistema que ele estava utilizando. Usei a estratégia de trabalhar dentro do escritório de contabilidade por meio período, desenvolvendo tudo que fosse solicitado e, em contrapartida, ficava conhecido com os empresários que ali o visitavam, gerando um resultado positivo e vendendo outros sistemas para os mesmos.

O que vocês fazem que é totalmente diferente da maior parte dos concorrentes?

Nossa estratégia foi ter tudo em um só lugar. Depois vim a saber que o termo usado é One Stop Shop. “Tudo em um só lugar”. Percebia que uma empresa vendia a impressora, outra a balança, outra o leitor de código de barras, outra o sistema, etc. Na hora de um problema, era um Deus nos acuda, pois cada um dizia que o problema era do outro. Foi aí que resolvi agregar produtos e serviços para o cliente comprar tudo em um único lugar e ter a JAMSOFT como única responsável por quaisquer problemas existentes em informática da empresa. JAMSOFT Informática passou a ser sinônimo de solução!

Especificamente em relação a Vendas (que é nosso foco na VendaMais), qual foi o trabalho realizado com a equipe comercial para ter certeza de que seus diferenciais são trabalhados com os clientes?

Participei de vários treinamentos do SEBRAE, onde destaco o EMPRETEC, além de diversos cursos de vendas. Participei do segundo ao oitavo encontro dos maiores conferencistas do Brasil pela KLA, onde esse último, eu destaco pela qualidade dos palestrantes, tais como: Roberto Shinyashiki, Raul Candeloro, Alfredo Rocha, Marco Aurélio Vianna, Max Gehringer, Leila Navarro, Carlos Alberto Júlio, Waldez Ludwig, Prof. Marins, Daniel Godri e Prof. Gretz. Todos eles em um único dia recheado de aprendizados! Esses palestrantes incríveis mudaram minha forma de pensar a vida, minha forma de vender, de liderar a minha equipe. Sou assinante da Revista VendaMais e utilizo seu material para trabalhar minha equipe de vendas. Acredito verdadeiramente que quanto mais eu treino minha equipe, mais tenho sorte.

Olhando para trás, existe algo que você acha que poderia ter sido feito diferente/melhor? Alguma decisão que poderia ter sido melhor pensada, executada ou feita de forma diferente?

Sim. A empresa era muito familiar, para se ter uma ideia trabalhavam comigo quatro primos de primeiro grau. Trabalhei muito com eles, levando-os a cursos, treinamentos e feiras do ramo. Os mesmos adquiriram muito conhecimento, não só técnico, como também networking, e qual foi a grande surpresa? Os quatro se juntaram e montaram uma empresa concorrente na mesma cidade. Foi uma decepção muito grande e serviu muito de aprendizado. Eles ofereceram produtos e serviços mais baratos para todos os clientes. Alguns migraram, porém a grande maioria ficou com a nossa empresa. Foi lindo ver a equipe que ficou me abraçando e dizendo: “estou com você, conte comigo”. Com a energia dessa equipe, montei mais duas lojas e hoje, sou mais cauteloso, mais cuidadoso.

Existe algo que era feito antes, no começo da empresa e que vocês pararam de fazer, por mais dura que fosse a decisão?

Sim. Antes fazíamos manutenção de monitores e impressoras. No momento de parar com essa atividade foi tenso, pois iria demitir seis funcionários. Após uma análise detalhada, fiz uma parceria com os mesmos, incentivando-os a montarem seus próprios negócios. Hoje somos parceiros e a JAMSOFT terceiriza os serviços. Bom para a JAMSOFT e excelente para o parceiro, que tem nossa empresa como parceiro fiel.

Em quais áreas da empresa foram feitos os principais investimentos nesse processo de crescimento? Não só em termos de dinheiro/investimentos, mas revisão de processos, aumento de eficiência, etc. Ou seja, onde foi colocado mais foco e energia?

Foi colocado mais foco e energia no setor de Automação Comercial, no desenvolvimento de sistemas para atender as legislações estaduais no que se refere às mudanças exigidas pela SEFAZ. Contratamos ume equipe de programadores, investimos em treinamentos e desenvolvemos sistemas para atender às necessidades de nossos clientes.

Colocamos muito foco também no setor pessoal: as pessoas em primeiro lugar! Contratei alguns consultores para trabalhar com a minha empresa, porém o resultado não foi o desejado. Por isso, fiz treinamentos de liderança e coach, onde pude verdadeiramente treinar meus colaboradores desiguais de forma desigual e obter melhores resultados.

Quais os próximos passos? O que estão planejando para o futuro? Qual o próximo grande objetivo?

Abrir as portas da JAMSOFT buscando franqueados. Expandir para todo o Brasil. Já atendemos clientes no Brasil inteiro e acreditamos verdadeiramente que podemos facilitar a vida do empresário utilizando mais tecnologia e menos esforço.

Que conselhos daria para um empreendedor pensando em iniciar um projeto pessoal, mas ainda relutando se começa (arrisca…) ou não?

Não siga sozinho! Procure ajuda do SEBRAE, busque fazer parte de associações e entidades como: CDL, ACESE, etc. Estude, vá a palestras, assine revistas importantes e com conteúdo incrível como a Revista VendaMais. Entenda que sua ideia ou projeto é muito bom, porém pode ser melhorado. Procure um consultor ou um coach com resultados comprovados no mercado. E acredite em você, acredite em seu sonho, você pode!

Existe algum livro, vídeo, filme ou pessoa que mais influenciou sua trajetória pessoal/profissional e que você recomendaria para quem quer resultados melhores?

Alguns livros verdadeiramente mudaram minha forma de pensar como gestor, como líder, entre eles: “O Monge e o Executivo” (James C. Hunter), “A Lei do Sucesso” (Napoleon Hill), “O Maior Vendedor do Mundo” (OG Mandino), “Pai Rico, Pai Pobre” (Robert T. Kiyosaki), “Quem mexeu no meu queijo” e “Picos e vales” (ambos de Spencer Johnson).

Alguns vídeos, como: Liderança e Gestão de Pessoas (Alfredo Rocha) e Alta performance em vendas (Raul Candeloro)

Alguns Filmes, como: a série “Rock Balboa”, “Forrest Gump”, “Náufrago”, “Até o limite da honra” e “O resgate do soldado Ryan”

Algum comentário final que gostaria de fazer para nossos assinantes e leitores da VendaMais?

Nunca desista de seus sonhos! Acredite em você, acorde todos os dias, olhe no espelho e diga:  “eu conseguirei, eu conseguirei, eu conseguirei, ótimo, ótimo, ótimo”. Essa simples ação fará com que você mude seu estado, te fará sorrir.  Abrace esse sentimento, pois por si só essas palavras são otimistas e encorajadoras. Mesmo quando parece que o mundo está acabando, você pode mudar sua atitude de negativa para positiva, de inútil para útil.

Para saber mais

Procurando por mais histórias inspiradoras? Não deixe de ler: