Direto do front: Raul Candeloro entrevista Juliana Aranda, proprietária da RU Uniformes

Direto do front: entrevistas da VM com empresários e gestores para compartilhar bons movimentos durante a crise

Toda semana aqui na VendaMais compartilhamos uma entrevista em vídeo realizada pelo diretor Raul Candeloro com gestores e empresários. Trata-se da seção Direto do Front, criada para você acompanhar em tempo real o que as empresas estão fazendo para se movimentar durante a crise gerada pelo coronavírus (COVID-19). A entrevistada desta semana é Juliana Aranda, proprietária da RU Uniformes.

À frente da empresa de uniformes desde 1993, Juliana começou os negócios como República Universitária, fabricando roupas para atender universidades e hospitais. Com o passar do tempo, ela ampliou a área de atuação da fábrica localizada em Campo Grande (MS) e adquiriu novos equipamentos, incluindo maquinário para impressão digital. A partir de então, o República Universitária deu lugar para a RU Uniformes, onde as letras “R” e “U” passaram a representar Roupas Únicas.

Insight para performar na crise

Hoje com mais de 40 funcionários, a empresária conta que o primeiro dia em casa durante a pandemia foi o que bastou para parar e encontrar uma alternativa para adaptar o modelo de sua empresa, em busca de continuar a performar durante a pandemia.

“Comecei o primeiro dia ficando em casa, com cabeça a mil, pensando: ‘o que eu posso fazer de diferente?’. Pensei: ‘Vou ajudar nos hospitais, vou me entregar como voluntária, eu não consigo ficar parada’! E aí veio o insight”! A proprietária lembrou de um evento recente no qual havia ido e as pessoas estavam usando máscaras. Lá, um cliente a abordou e perguntou se poderia fazer máscara para o supermercado dele. Foi o que bastou para ela chamar um consultor e juntos desenharem um projeto para entender formatos e quantidade de máscaras e adaptar a produção.

Acostumada a trabalhar sob pressão, a empresária revela que a pandemia é desafiadora, mas que também provoca os empresários à ação. Confira no vídeo a seguir a entrevista completa realizada com Raúl Candeloro. E mais:

11 pontos do plano tático de reação à crise:

  1. Revisão de atitudes e mindset;
  2. Revisão do planejamento;
  3. Revisão do modelo de liderança e gestão (incluindo reuniões e comunicação);
  4. Revisão dos canais de prospecção, vendas e atendimento a clientes;
  5. Revisão de processos: funil de vendas, jornada do cliente, régua de relacionamento;
  6. Revisão da carteira de clientes;
  7. Revisão de pessoas na equipe;
  8. Revisão da remuneração da equipe;
  9. Revisão de ferramentas, aplicativos, softwares, equipamentos, infraestrutura;
  10. Revisão de custos;
  11. Revisão de indicadores e relatórios.