Raidho: como diferenciar o destino tornou esta operadora de turismo um sucesso

Conheça a história de Lucila Nedelciu, que descobriu na cultura indiana um caminho para diferenciar a empresa e se tornar referência em viagens exóticas

A nossa história de sucesso de hoje convida você para uma viagem. A história de Lucila Nedelciu se confunde com a da própria empresa que ela fundou, há 27 anos. Na época, Lucila optou por desistir do emprego como secretária em uma multinacional para se dedicar ao ramo de turismo. Começou alugando imóveis para temporada. Como a demanda cresceu, a empreendedora abriu uma operadora de viagens nacionais e rodoviárias. Mas foi após ler um livro de Yogananda, mestre da Índia, que Lucila resolveu se especializar neste roteiro. E descobriu na área de destinos exóticos a paixão para atingir o sucesso com a Raidho Viagens.

Hoje, no total, Lucila já foi mais de 15 vezes à Ásia, criando uma bagagem enorme neste destino. Lugares lindos e ainda pouco explorados por brasileiros, como Malásia, Sri Lanka e Uzbequistão fazem partes dos roteiros que ela conhece e atende. E foi assim que a Raidho tornou-se referência em destinos exóticos e diferenciados.

Confira a seguir mais detalhes da história da Raidho. Os desafios enfrentados, os passos para se diferenciar e as conquistas atingidas nesta entrevista da empreendedora com o diretor da VendaMais, Raul Candeloro.

Como e quando surgiu a Raidho Viagens?

A Raidho Viagens é uma Operadora de Turismo fundada em 1990, especializada em viagens a lugares exóticos e diferenciados. A palavra RAIDHO advém de uma pedra rúnica utilizada pelos vikings. Ela significa viagens com sucesso, além de seguras e agradáveis. Contudo, RAIDHO não significa somente uma viagem física. Vai além, já que também é uma viagem introspectiva, cultural e de autoconhecimento. No começo, eu trabalhava em uma empresa multinacional e decidi mudar para o turismo. Começamos vendendo Brasil e, logo em seguida, despontamos para o turismo internacional, inclusive com destinos exóticos como Índia, em uma época em que a internet era bem pouco difundida. Hoje fazemos Viagens para destinos do mundo todo e nossa especialidade é Ásia, seguida de Oriente Médio, África, Europa, Oceania e Américas.

Quem é seu público-alvo e como vocês se diferenciam de outras empresas da área?

85% do nosso público são pessoas acima de 40 anos, que já viajaram para diversos países e hoje procuram lugares fora do trivial para viver grandes experiências, seja viajando sozinhos ou em grupo.

Chamamos de experiência ter uma aula de culinária em outro país para aprender a fazer um prato típico local; ter um encontro privado com um monge budista para saber mais sobre ensinamentos espirituais; fazer um tour por galerias de artes; ver e interagir com gorilas bem de perto; ou ainda visitar uma aldeia e aprender a cultura com os nativos. A Raidho procura entender primeiro o que faria o cliente feliz, e tenta realizar esses sonhos.

Um dos nossos pontos fortes são as viagens em grupo, quase sempre com um especialista ou um Tour Leader. Ele agrega valor na viagem, oferecendo vivências bem específicas, que não seriam possíveis encontrar numa viagem de turismo comum.

Imagine viajar com um professor de yoga, por exemplo, que já esteve diversas vezes na Índia, e que, além de ser um estudioso na cultura e história do destino, vai se aprofundar no tema da yoga, aliando visitas a lugares turísticos. O público-alvo nesse caso é formado por pessoas que têm interesse no tema e quer aproveitar para ter lazer também. Ou ainda um profissional da moda e artes que acompanha um grupo à Itália, se aprofundando no que há de mais fashion no momento e também nos mais importantes pintores e escultores da história da arte.

Quais foram as maiores dificuldades de criar a Raidho?

A Raidho foi criada em uma época em que se viajava apenas para EUA e Caribe. Nós começamos a vender Índia há mais de 20 anos, quando o número de brasileiros querendo ir para lá era muito pequeno.

Vocês têm Missão, Visão, Valores bem definidos?

Nossa Missão: Proporcionar aos clientes a realização da viagem dos seus sonhos, embarcando num mundo fascinante de sensações e experiências únicas, através da qualidade, segurança, conhecimento e competência.

Nossa Visão: Continuar sendo a empresa líder em viagens exóticas e diferenciadas, sendo referência na excelência dos serviços e superando as expectativas dos clientes.

Nossos Valores

  • Transparência nos relacionamentos
  • Excelência e agilidade nos serviços
  • Pioneirismo e inovação
  • Paixão e dedicação pelo que faz
  • Proatividade e cooperação
  • Respeito à diversidade
  • Comprometimento com os resultados
  • Trabalho em equipe
  • Meritocracia
  • Sustentabilidade e respeito ao meio ambiente

Quais foram os principais sinais de sucesso que começaram a aparecer, mostrando o acerto da estratégia e modelo de negócio da Raidho?

Ganhamos por 3 anos seguidos como a melhor operadora de Índia da América Latina (prêmio de reconhecimento emitido pelo governo indiano). Também somos referência no mercado de turismo brasileiro, quando se fala em viagens a destinos exóticos ou experiências.

O que vocês fazem que é totalmente diferente da maior parte dos concorrentes?

Nós proporcionamos experiências locais, não fazemos apenas uma viagem de férias. Nossos clientes sabem disso e, por isso, viajam conosco. Não queremos apenas que a pessoa vá à Índia e veja o Taj Mahal. Queremos que ela vá e viva o que é ser indiano. Por isso, temos muitos grupos com profissionais de ioga, meditação, coach espiritual, entre outros. Assim, quem viaja trará histórias inesquecíveis e não apenas fotografias.

Especificamente em relação a vendas (que é nosso foco na VendaMais), como vocês treinam a equipe comercial para reforçar seus diferenciais e não cair na guerra de preços?

A qualidade nos serviços e a tradição de mercado são nossos diferenciais. Nós oferecemos aos colaboradores vários treinamentos sobre hotéis, destinos e companhias aéreas quase que semanalmente. Na medida do possível, eles também participam de feiras e viagens internacionais para conhecer melhor os destinos. Estamos sempre há procura dos melhores profissionais para fazer parte da nossa equipe.

O que vocês têm feito de especial para atrair novos clientes?

Nossa estratégia é manter um relacionamento bem estreito com nossos clientes e agências, por meio de ações de comunicação, o que faz com que sejamos referência entre eles. Assim, novos clientes surgem. Além disso, organizamos palestras sobre os destinos que vendemos, além de participarmos de eventos importantes do setor em todo o país.

E em termos de fidelização de clientes, algo em especial que façam para que os clientes continuem comprando com vocês?

Procuramos dar um atendimento personalizado para nossos clientes. No caso das agências, sempre temos famtours, que são viagens específicas para destinos importantes, nas quais mostramos todo o potencial dos locais. No caso do cliente final, sem dúvida é o tratamento e atendimento personalizado, bem como os grupos fechados, que são guiados por profissionais famosos do mercado.

Olhando para trás, existe algo que você acha que poderia ter sido feito diferente/melhor? Alguma decisão que poderia ter sido mais pensada, melhor executada ou feita de forma diferente?

Acreditamos que só chegamos aqui por termos dados os passos corretos. A nossa meta sempre foi a excelência nos serviços. Claro que sempre há como melhorar. Mas nesses anos todos, aprendemos muito ouvindo nossos clientes e avaliando a melhor estratégia para crescermos. O nosso grande desafio é crescer em escala oferecendo sempre a excelência e tratando o cliente como se fosse o único. Acho que o segredo é a PAIXÃO que temos por realizar os sonhos de nossos clientes.

Existe algo que era feito antes, no começo da empresa e que vocês pararam de fazer, por mais dura que fosse a decisão?

Sim. Em se tratando de viagens, é comum o cliente receber um voucher IMPRESSO com a discriminação dos serviços oferecidos. Esse voucher era enviado impresso via correio para todos os clientes em todo o Brasil. Por uma ação de sustentabilidade há muitos anos, paramos de imprimir os vouchers e passamos a enviá-los eletronicamente. Os clientes reclamavam muito, mas acabaram vendo que é a melhor opção para o planeta.

Em quais áreas da empresa foram feitos os principais investimentos nesse processo de crescimento da Raidho? Não só em termos de dinheiro/investimentos, mas revisão de processos, aumento de eficiência, etc. Ou seja, onde foi colocado mais foco e energia?

Somos uma empresa com processos bem eficientes, mesmo tendo uma equipe enxuta. Investimos muito em ferramentas para facilitar a vida dos nossos colaboradores, além de treinamentos constantes. Para vender turismo, as pessoas precisam ter a consciência de que estão vendendo sonhos, por isso todo nosso trabalho deve seguir esse norte.

Quais os próximos passos? Ou seja, o que estão planejando para o futuro? Qual o próximo grande objetivo?

Queremos manter a nossa imagem de referência em Ásia, pois realmente somos especialistas nessa região. Estamos investindo em comunicação e sempre no relacionamento com profissionais e entidades do segmento, pois assim estaremos no rumo certo. Além disso, queremos manter nosso trabalho sempre focado nas experiências de nossos clientes, transformando suas viagens em momentos inesquecíveis.

Que conselhos daria para um empreendedor pensando em iniciar um projeto pessoal mas ainda relutando se começa (arrisca…) ou não?

Sim, a caminhada é árdua, mas quando se faz com amor e dedicação, a trajetória fica mais fácil. O importante é saber quando mudar a direção e, principalmente, o que fazer para seguir em frente sempre com idoneidade e força. Como todos os nichos de mercado, é necessário entender muito do assunto e oferecer o produto certo, com segurança.

Existe algum livro, vídeo, filme, pessoa que mais influenciou sua trajetória e que você recomenda para pessoas que querem resultados melhores?

Paramahansa Yogananda foi um iogue e guru indiano. É considerado um dos maiores emissários da antiga filosofia da Índia para o Ocidente. Foi depois de ler um livro dele que decidi, há 27 anos, ser diferente e vender um destino quase nunca explorado por brasileiros. Foi um marco na história da Raidho para conquistar o mundo. Afinal, hoje podemos enviar nossos clientes para qualquer destino no mundo.

Algum comentário final que gostaria de fazer para nossos assinantes e leitores da VendaMais?

Não importa o que você faça. O que vai fazer você ter sucesso e ser referência é o que te move para isso. A sua PAIXÃO. Não adianta querer ser um excelente médico, se a sua paixão é a moda, por exemplo. Não adianta trabalhar com turismo só porque gosta de viajar. Obviamente terá oportunidades, mas quem viaja é o seu cliente!

Para saber mais sobre a Raidho

Procurando por mais casos de sucesso inspiradores? Então leia: