Da típica mesa mineira para o mundo: conheça a Maricota

O tradicional pão de queijo mineiro trouxe à família de Dona Dirce mais do que uma refeição típica à mesa. Uma possibilidade de negócio que hoje realiza exportação para 17 países. Iniciada em 1991, na cidade de Luz (Minas Gerais), a então pequena fábrica Maricota começou produzindo apenas dois produtos: broa de milho e pães de queijo. E com um sugestivo nome: uma homenagem ao apelido carinhoso dado às mulheres que preparam pratos deliciosos para toda a família.

Hoje com mais de 500 colaboradores, a empresa atingiu em 2017 faturamento de R$ 150 milhões. Com o objetivo de levar às mesas do mundo as mais diversas comidas típicas de Minas Gerais, a empresa já demonstra fôlego para ampliar o crescimento. A Maricota anunciou aporte de R$ 2,5 milhões para elevar a capacidade de produção da fábrica em Luz (MG). A expectativa é de atingir R$ 180 milhões de faturamento em 2018.

A marca também celebrou a recente chegada à Arábia Saudita e Dubai. Para isso, além de seus típicos pães de queijo, incluiu quibes também à exportação. Esta foi a primeira vez que a empresa apostou na exportação de produtos típicos da região destino. Conheça um pouco mais desta história, na entrevista de Raul Candeloro com o gerente de marketing da Maricota Alimentos, Denis Goulart.

Como e quando surgiu a Maricota?

A Maricota surgiu em 1991, com o objetivo de atender a demanda de uma rede de lojas de um dos proprietários que, na época, era o principal negócio. Com o tempo, notaram o potencial do negócio, venderam a rede e investiram na fabricação dos produtos.

Quem é seu público-alvo e como vocês se diferenciam de outras empresas da área?

Nosso público são pessoas que buscam produtos típicos e que proporcionam praticidade. Nos diferenciamos por oferecer alimento tipicamente mineiro e com preço acessível.

Vocês tem Missão, Visão, Valores bem definidos? Se sim, quais são?

MISSÃO

Nossa preocupação é sempre oferecer aos nossos clientes os melhores produtos, que cabem no seu bolso!

VISÃO

Queremos sempre inovar em todos os sentidos da palavra, ser referência sempre que você pensar em alimentos congelados.

VALORES

  • Respeito ao cliente;
  • Integridade;
  • Confiança e Respeito Mútuo;
  • Competitividade;
  • Ética;
  • Respeito ao meio ambiente.

Quais foram as maiores dificuldades nestes últimos dois anos, com a economia em recessão?

Sem dúvida, a maior dificuldade foi a redução de consumo da população. Com isso, desenvolvemos produtos com menor custo para, assim, oferecer produtos mais baratos aos consumidores.

Quais foram os principais sinais de sucesso que começaram a aparecer, mostrando o acerto da estratégia e modelo de negócio da Maricota nestes últimos meses?

O aumento da demanda pelos produtos. Inicialmente, a empresa atendia lojas na região de Belo Horizonte e, em pouco tempo, foi procurada para atender grandes redes, passando a atender o país inteiro e, posteriormente, diversos países do globo. Atualmente, exportamos para mais de 15 países.

O que vocês fazem que é totalmente diferente da maior parte dos concorrentes?

Inovamos com produtos como a linha do Popcheese (mini pão de queijo com queijos especiais), a Chipa que lançamos no mercado em 2009 e a receita do produto é única. Muitos concorrentes tentaram lançar um produto parecido, mas apenas fizeram pão de queijo em formato de chipa.

Especificamente em relação a Vendas (que é nosso foco na VendaMais), como vocês treinam a equipe comercial para reforçar seus diferenciais e não cair na guerra de preços?

Treinamos nossa equipe para buscar sempre as melhores negociações e fazer ótima exposição de produtos no PDV, sinalização, espaço na área de vendas e degustação de produtos.

O que vocês têm feito de especial para atrair novos clientes e que tem funcionado bem?

Estamos lançando produtos diferenciados e que atraem clientes por não ter concorrência. Além disso, o atendimento sempre funciona muito bem. Procuramos criar parcerias duradouras com nossos clientes e essa postura atrai novos clientes.

E em termos de fidelização de clientes, algo em especial que façam para que os clientes continuem comprando ou fazendo negócios com vocês?

Atendimento diferenciado, damos muita atenção aos nossos clientes e sempre buscamos a melhor maneira de atender suas necessidades. Queremos que o negócio prospere para todos os lados envolvidos.

Existe algo que era feito antes e que vocês PARARAM de fazer, por mais dura que fosse a decisão, para atualizarem seu modelo de negócios?

Aumentamos a quantidade mínima de produtos vendidos para viabilizar os processos.

Em quais áreas da empresa foram feitos os principais investimentos nesse processo de crescimento?

Na fábrica, ampliando espaço físico, máquinas e equipe.

Não só em termos de dinheiro/investimentos, mas revisão de processos, aumento de eficiência, etc. Ou seja, onde foi colocado mais foco e energia?

No processo fabril e logístico.

Quais os próximos passos? Ou seja, o que estão planejando para o futuro? Qual o próximo grande objetivo?

Seguir aumentando nosso volume de exportação.

Que conselhos daria para um empreendedor pensando em iniciar um projeto pessoal mas ainda relutando se começa (arrisca…) ou não?

O conselho é definir muito bem os objetivos a serem alcançados e traçar as melhores e mais viáveis estratégias para alcançá-las, agindo de maneira consistente e com muito trabalho.

Para saber mais: