Como o mobile pode se tornar o centro do seu pequeno negócio

Por Guilherme Galesi Hernandez

Se antes da pandemia o celular já tinha um papel importante em nossas vidas, a necessidade de isolamento social e todas as mudanças trazidas pela Covid-19 ampliaram ainda mais o seu potencial. Hoje, 5,2 bilhões de pessoas usam smartphones, de acordo com a pesquisa Digital 2020 October Global Statshot Report. Isso representa mais de 67% da população mundial.

De certa forma, o celular se tornou central na vida de muitas pessoas. É por lá que elas se comunicam, trabalham, assistem filmes ou séries, ouvem músicas, se informam, fazem pagamentos e, é claro, compram. 

Nesse cenário, a importância de levar o seu pequeno negócio para o celular dos clientes já é indiscutível. Mas a verdade é que o potencial dessa ferramenta vai muito além de um espaço para vendas. Com apoio da tecnologia, o mobile pode se tornar o centro do seu negócio, seja ele físico, online ou híbrido. 

A gestão do seu negócio na palma das mãos 

Muitos pequenos comerciantes começam fazendo uma gestão baseada em papel e caneta, mas acabam se perdendo na organização na medida em que o negócio cresce. Os softwares para computadores podem até passar a cumprir esse papel, mas o problema é que, na maior parte das vezes, esses serviços são robustos e caros. Isso sem contar que muitas dessas pessoas nem têm computador, o que já seria um custo a mais.

É um contraponto com a praticidade e o valor acessível dos aplicativos para celulares, que acabam combinando muito mais com um pequeno negócio. O vendedor pode ter em suas mãos um controle completo de vendas, do estoque e dos créditos e débitos dos clientes, onde e quando quiser.

Isso foi algo que levamos muito em consideração na criação da Kyte. Queríamos democratizar o acesso a ferramentas de vendas e gestão que, antes, só podiam ser encontradas em sistemas de computadores. Como resultado, trouxemos para o mundo dos pequenos comerciantes e autônomos uma forma de gerenciamento organizada e simples. 

Presença digital para vender e fidelizar mais

Uma pesquisa divulgada pela Panorama Mobile Time/Opinion Box mostrou que a proporção de brasileiros que usou um smartphone para fazer compras ou pagamentos subiu de 85% para 91% nos últimos seis meses. E mais: 76% dos entrevistados falaram que preferem realizar compras pelo celular do que pelo computador.

Isso comprova que vale a pena investir em uma experiência de venda por esse canal. Hoje já existem diversos marketplaces onde é possível alavancar vendas, assim como opções de aplicativos para quem quer criar uma lojinha virtual própria e demarcar o seu espaço online.

Sem contar as redes sociais, como Facebook e Instagram, que podem ser usadas como um meio de divulgação de produtos e, quando conectadas com outras plataformas, até para as próprias vendas.

> Exclusivo para assinantes: 5 ferramentas de CRM que você precisa conhecer antes de definir qual irá utilizar

Essa presença digital é muito importante e não anula outras possibilidades. Cada vez mais temos usuários multicanais: o cliente pode conhecer um produto online e ir até uma loja física já sabendo o que quer comprar, por exemplo. 

A praticidade de ter o seu negócio no celular também traz mais agilidade no atendimento, o que pode ser fundamental na hora de fidelizar clientes. Pesquisando o comportamento do consumidor, incluímos no aplicativo da Kyte o cadastro de clientes e o acompanhamento do histórico de compra de cada um deles de forma simples. Isso permite o envio de promoções e ofertas especiais e, com certeza, é capaz de estreitar laços nesse relacionamento. 

como usar mobile para pequenos negóciosGuilherme Galesi Hernandez é CEO da Kyte. 

Leia também: