CIEE Lab: conheça o programa de mentoria pensado para jovens talentos


Cristiana Mango, supervisora de Inteligência e Planejamento de Mercado do CIEE

Com 55 anos de história, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é uma associação sem fins lucrativos que desenvolve no Brasil programas de aprendizagem e de estágio para estudantes. O objetivo é possibilitar aos jovens uma formação integral, auxiliando na inserção no mercado de trabalho. De olho nas tendências do mercado atual, o Centro deu vida ao CIEE LAB, um segmento da instituição voltado para inovação. O objetivo é incentivar o empreendedorismo e a economia criativa entre os jovens, desenvolvendo parcerias com empresas interessadas em receber novos talentos.

Trata-se de um laboratório de ideias e conceitos, resultando em um ambiente propício a orientar e desenvolver os jovens talentos que buscam protagonismo em um mercado em constante mutação. Para entender um pouco mais sobre esta iniciativa e como inserir corretamente novos talentos em uma empresa, conversamos com Cristiana Mango, supervisora de Inteligência e Planejamento de Mercado do CIEE. Confira:

O que vocês oferecem exatamente no CIEE Lab? Como o seu serviço é diferente de outras propostas similares no mercado?

O CIEE, atuando em conjunto com instituições de ensino parceiras, encontra jovens que tenham projetos e ideias que desejam tirar do papel. Por meio de um processo de consultoria e mentoria, que envolve novamente instituições parcerias do CIEE, os jovens escolhidos têm a oportunidade de desenvolver suas ideias durante 8 meses. Após esse período, o CIEE também atuará como facilitador no contato com investidores dispostos a apoiar as ideias desenvolvidas pelos jovens escolhidos.

Que tipo de empresa pode se beneficiar deste tipo de solução?

Qualquer empresa que esteja buscando jovens com vocação empreendedora para preencher seu quadro de estagiários pode usufruir dos talentos que serão desenvolvidos no CIEE Lab.

Da mesma forma, que tipo de situação o CIEE Lab não se propõe a resolver?

O CIEE Lab não é responsável por divulgar vagas de estágio e aprendizagem. Quem busca uma oportunidade nestas modalidades deve se cadastrar no Portal CIEE (ciee.org.br) e acessar nosso banco de vagas.

Quais são os 3 erros mais comuns que você vê as empresas cometendo em relação à tentativa de criar programas eficientes com estagiários?

O erro mais comum é tratar o estagiário como “mão de obra barata”. Esses jovens têm muito a oferecer, com ideias novas que podem arejar o ambiente da empresa. Eles fazem uma ponte entre o que está sendo ensinado na faculdade e o que está sendo praticado na empresa.

Segundo um levantamento que realizamos com 1.800 estudantes de São Paulo, para 64% dos estagiários atuar na área relacionada com o curso e não ocupar uma função operacional é principal motivação por uma vaga. Não oferecer isso ao jovem pode fazer a empresa perder talentos.

Outro erro é escolher o candidato que não se encaixa no perfil da empresa ou oferecer benefícios que não são atrativos para os jovens.  De acordo com a mesma pesquisa, 44% dos jovens analisaram aspectos como identificação com a empresa, plano de carreira e crescimento antes de aceitar proposta de efetivação na empresa em que estagiam. Por isso o papel de agentes de integração é tão importante.

Dessa lista de erros, qual você considera o mais grave? Por quê?

Tratar o estagiário como mão de obra barata. Empresas que não aproveitam ideias vindas de novas gerações terão dificuldades para se reinventar em um mundo em constante transformação.

Para saber mais:

No Portal CIEE (www.ciee.org.br) é possível que empresas, jovens e instituições de ensino tirem suas dúvidas sobre os programas e serviços oferecidos pelo CIEE.

Leia também: