7 evidências que problemas financeiros atrapalham os resultados de uma equipe de venda

Por Altemir Farinhas

A melhor equipe de vendas pode desmoronar devido à falta de educação financeira. Esse mal atinge a todos, sem distinção de cargos ou salários. O descontrole financeiro pessoal abala o estado emocional, prejudicando a saúde física e mental. Problemas financeiros afetam família, casamento, amizades, relacionamentos e principalmente o ambiente de trabalho.

Confira a seguir 7 sinais de que problemas financeiros podem estar afetando alguém de sua equipe de vendas:

  1. Baixa-autoestima;
  2. Perda de produtividade;
  3. Preocupação, nervosismo, tensão e ansiedade;
  4. Perda de foco e concentração;
  5. Estresse profundo;
  6. Displicência;
  7. Não se sentir competente no trabalho.

Três situações levam ao endividamento:

A primeira é o descontrole financeiro. Por não se organizar, planejar e controlar, o profissional acaba gastando sempre mais do que ganha, fica devendo no cheque especial e cartão de crédito e constantemente faz empréstimos. Esse profissional trabalha muito para pagar suas dívidas, e faz novas dívidas, e trabalha mais para pagar as novas dívidas.

A segunda é o comprador compulsivo. Esse gasta a comissão ou o bônus antes de receber. Não sabe o que é gastar com moderação, faz compras por impulso, e na maioria das vezes, compra o que não precisa com o dinheiro que não tem. Na equipe ele até causa “inveja”, sempre bem vestido, celular novo, carro novo, mas como comprador compulsivo, não dorme bem, não se alimenta direito e as dívidas vão consumindo-o.

A terceira é uma fatalidade. Por não ter reservas, não fazer investimentos e não poupar, ao sofrer um acidente, ficar doente ou perder um imóvel ou bem em uma inundação ou incêndio, as finanças desse profissional entram em colapso. Naturalmente lembra-se de um bônus, PLR, de um dinheiro que recebeu e que poderia lhe ajudar se tivesse poupado.

Quem estiver com registro no SPC ou SERASA poderá ter problemas com seu banco, e este poderá efetuar o bloqueio de conta, cartão, cheques e outras linhas de crédito (o banco deve enviar um aviso prévio antes de cancelar o crédito e bloquear conta). Como você pode perceber, problemas financeiros não resolvidos devoram a pessoa por dentro. Quem não consegue pagar as contas fica com baixa-autoestima e a vida financeira vai entrando em colapso.

Perda de produtividade

Aquele ótimo vendedor que você investiu em contratação, cursos, benefícios e que atende seus principais clientes, vai abandoná-lo. Quem está com preocupação, nervosismo, tensão e ansiedade quer uma saída. É por isso que pede demissão, pois deseja que com o valor da rescisão consiga se livrar dos problemas financeiros.

Se as metas não são atingidas, não é problema do produto, são os efeitos do descontrole financeiro. A perda de foco e concentração é perceptível, pois como trabalhar se já sai de casa nervoso, irritado e desanimado? No trabalho não quer nem atender o telefone, pensando que pode ser uma empresa de cobrança.

E quando a pressão aumenta no ambiente de trabalho, para aliviar o estresse profundo, muitos se perdem no consumo de álcool. Ocorre também a elevação no número de faltas, displicência, turnover e piora do clima organizacional.

Esse profissional – que outrora era vencedor, batia todas as metas e era o melhor exemplo – agora contamina os outros e destila seus problemas na rádio corredor. Reclama do salário, comissões, benefícios, tornando-se um peso para si e para empresa, por não se sentir competente no trabalho.

Palestra “Vendedor Vencedor nas Vendas e nas Finanças”

Mas existe uma solução: proporcionar educação financeira, um benefício que muitas empresas estão investindo. Segundo a pesquisa americana do Personal Finance Employee Education Fund (PFEEF), o retorno para empresa que investe é de 3 por 1, ou seja, para cada 1 dólar investido, o retorno é de 3 dólares.

Vender está no sangue, finanças pessoais não. Se as metas são implacáveis, a vida financeira também é! Saber como fazer o planejamento financeiro pessoal é tão importante quanto ganhar mais. Mas, afinal, como ser um vendedor melhor? O que faz um vendedor fechar mais negócios do que outro? As finanças pessoais em ordem trazem tranquilidade e melhoram a produtividade.

“Meu propósito é capacitar pessoas para que tenham educação financeira, qualidade de vida financeira presente e futura, proporcionando condições para realizarem seus sonhos com uma administração bem-sucedida”.

Altemir Farinhas é palestrante, empresário e administrador com especialização em Finanças e Engenharia Econômica e MBA de Responsabilidade Social Corporativa. É especialista em finanças pessoais e comportamentais com mais de 25 anos de experiência, autor dos livros “CURA! Há Solução Para Sua Vida Financeira”, “Dinheiro? Pra que Dinheiro?” e “Momentos de Sabedoria Financeira.” www.equilibriofinanceiro.com.br

Leia também