6 maneiras de se reinventar e crescer mesmo na crise

Em Quebre as regras e reinvente, Seth Godin revela o que você precisa fazer para se reinventar e crescer mesmo em tempos de crise. Descubra!

Por Natasha Schiebel

Crise pra lá, crise pra cá.

Não adianta, por mais que você se esforce para fugir um pouco desse assunto, inevitavelmente logo ele vai aparecer em uma roda de amigos, na reunião de balanço da sua empresa ou até mesmo no telejornal a que você assiste todos os dias. Portanto, ao invés de fugir dele, é melhor saber como aproveitá-lo para se reinventar – e crescer.

Quebre as regras e reinvente – Qual foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?, livro escrito por Seth Godin, empreendedor norte-americano e autor de vários best-sellers de negócios (entre eles, A vaca roxa), não tem o objetivo específico de apresentar dicas úteis para quem precisa encontrar formas de crescer vivendo um período de crise econômica. No entanto, um olhar atento faz qualquer leitor perceber que as lições apresentadas por Godin são excelentes para o momento que vivemos.

Por isso, esta é a sugestão de leitura desta edição*.

Da obra, selecionamos seis dicas inspiradoras e que com certeza o motivarão a aproveitar o período difícil para se reinventar e crescer.

Elas podem parecer simples, mas muitas vezes é justamente na simplicidade que se encontram as melhores respostas para os problemas do dia a dia. Então, siga estes conselhos, reinvente-se e cresça até mesmo na crise!

Leia também!

Os 25 melhores livros de vendas escritos por autores internacionais já publicados no Brasil
10 livros que todo vendedor deveria ler – e que não são de vendas

Dica número 1 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Tome a iniciativa

Sabe aquela boa ideia que você teve no ano passado, mas que o chefe vetou e que, desde então, está guardada a sete chaves no seu cérebro?

Por que não aproveitar que o momento pede algo novo, tentar colocá-la em prática e assumir os riscos que ela pode trazer?

Você nem sempre precisa esperar por instruções, listas do que e como fazer e aprovação do público para tirar uma ideia do papel.

Pensou em algo que pode solucionar um problema, cortar custos, melhorar a produtividade ou mesmo movimentar o mercado? Tome a iniciativa e transforme seu plano em ação!

Para isso, estude bastante a ideia em si e as consequências que a efetivação dela pode trazer, prepare-se para enfrentar esses resultados e simplesmente teste-a, coloque-a para funcionar!

“Seja alguém que começa algo, alguém que inicia e que está preparado para falhar no meio do caminho, caso isso possa ajudar a fazer a diferença”, recomenda Seth Godin.

Tenha força, coragem e paixão para começar. Como diz o autor do livro que sugerimos a leitura, “o desafio não é aperfeiçoar sua capacidade de saber quando começar e quando esperar. O desafio é criar o hábito de começar”.

É como diz o ditado: “Vai. E se der medo, vai com medo mesmo.”

Dica número 2 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Crie o seu mapa

Em Quebre as regras e reinvente, Seth Godin apresenta uma pesquisa feita pelo doutor Jan Souman, do Max Planck Institute for Biological Cybernetics, que revela que quando estamos perdidos – sem mapa, sem bússola ou qualquer outro guia – andamos em círculos.

“Mesmo que tentemos andar numa linha reta para sair da floresta ou do deserto, acabamos voltando para onde havíamos começado. Nossos instintos não são o suficiente. Nas palavras do dr. Souman: ‘Não confie em seus instintos, pois mesmo quando você pensa que está andando em linha reta, pode não estar’”, conta Godin.

A conclusão a que o autor chega depois de falar sobre a pesquisa é esta: “A natureza humana diz que precisamos de um mapa. Se você tive coragem suficiente para desenhar um, as pessoas o seguirão.”

Com base nisso, perguntamos: você já parou para pensar que talvez sua ideia revolucionária possa ser o mapa de alguém? Já pensou em criar o caminho que quer que seu cliente siga para conquistar o que ele deseja – e, mais importantemente, para você conseguir os resultados que você almeja com ele?

Não é porque estamos vivendo uma crise econômica que você precisa ficar parado, fazendo o mesmo que faz há anos. Pelo contrário, essa é a hora de pensar fora da caixa, ter novas ideias e inovar (assunto da dica número 4).

Dica número 3 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Quebre as regras

“Todos os grandes programadores aprendem da mesma forma. Eles quebram as regras, inventam um código e veem o que o computador faz. Então, mudam o código e veem o que o computador faz. E repetem o processo várias vezes até entenderem como funciona”, explica Seth Godin.

A proposta do autor, então, é que você faça o mesmo em sua área de atuação. “Quando aceitamos cega e voluntariamente aquilo que nos é dado, perdemos todo o poder. Apenas mexendo, testando, modificando e compreendendo podemos realmente ter alguma coisa e exercer influência”, conclui.

Nesse sentido, cabe a você “trocar as peças de lugar”, “montar e desmontar” seu trabalho e ver como as coisas funcionariam se fossem um pouco diferentes do padrão que lhe foi apresentado.

Essa é uma maneira excelente de descobrir novas formas de executar velhos processos e, assim, conquistar resultados muitas vezes superiores.

Dica número 4 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Inove o tempo todo. Inove sem parar

Hoje em dia, é difícil encontrar
empresas que “nadam no oceano azul” – ou seja, que ocupam uma grande área
sozinhas, que não veem concorrentes dispostos a fazer de tudo para ganhar o seu
cliente. O mais comum é enfrentar um mercado agressivo, com diversas marcas
oferecendo os mesmos produtos ou serviços e se diferenciando por pouco.

Nesse cenário, como lembra Seth Godin, a vida útil de uma ideia original ou inovação é cada vez mais curta. Duplicar seu ritmo, sua parcela de mercado ou sua inovação não é suficiente para lucrar durante toda uma geração. Às vezes, sequer é suficiente para terminar o ano vivo. “A única maneira defensável de continuar na luta é duplicar e duplicar de novo. É inovar a maneira de inovar, começar o caminho para começar mais uma vez”, reflete o empreendedor.

Na sequência, ele acrescenta:

“Não é uma questão de rapidez – como a caricatura de um operário em uma linha de produção de uma fábrica de doces, enfiando bombons em caixas, na boca ou no uniforme o mais rápido que pode, lutando para manter o ritmo –, mas é uma rapidez maior na forma de ciclos menores, com maior atenção às mudanças. Ou seja, é uma obsessão em mudar o status quo simplesmente para ver o que acontece.”

Para implementar essa nova cultura de inovação e acelerar o ritmo em sua empresa, vendedores, líderes, diretores, enfim, todos os membros da organização precisam entrar na onda.

Para isso, proponha desafios para que novas ideias sejam apresentadas (e premie as melhores ou as que forem colocadas em prática), faça reuniões periódicas de brainstorming para que, juntos, vocês pensem em formas de solucionar problemas, e incentive a apresentação de sugestões o tempo todo. Os resultados podem não aparecer da noite para o dia, mas no longo prazo, com certeza serão positivos.

Dica número 5 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Trabalhe regularmente

“Quando você está trabalhando duro, sendo rejeitado, fracassando ou dando um jeito, é idiota decidir se é hora de um cochilo, de um dia de folga ou de um cafezinho.”

A declaração acima lhe parece cruel?

Pois tenha em mente que Seth Godin não poderia estar mais correto ao incluí-la em seu livro. Como você já deve ter ouvido, na hora da crise, destacam-se os que estão mais preparados. E ainda não inventaram fórmula melhor para se preparar do que somar dedicação + dedicação + dedicação!

“Depois que seu negócio inovador inicial provou-se bem sucedido, o Google ignorou Wall Street. Em vez de apenas maximizar o apelo de sua primeira aposta, eles continuaram a investir (alguns dizem que demais, mas eles estão errados) em novas ferramentas, novos projetos e novas formas de as pessoas se conectarem e interagirem. A maioria das iniciativas falha. Tudo bem. Pelo menos o Google não está cochilando”, provoca o autor.

Ou seja,
se o que você quer é passar por essa crise não apenas deixando de perder
dinheiro, como talvez até conquistando resultados positivos, o melhor a fazer é
continuar executando a fórmula dedicação + dedicação + dedicação e se preocupar
em manter a roda da inovação girando. Para o Google tem funcionado, com certeza
vai funcionar para você também.

Dica número 6 para se reinventar e crescer – mesmo na crise:
Escolha você mesmo

Seth Godin chama de “tirania da escolha” algo que vivemos desde pequenos: o rito que faz os “superiores” terem o poder de escolher os “inferiores” para executar uma tarefa, colocar algo em prática. Aquela história de o capitão do time de futebol decidir quem jogará com ele, sabe?

Porém, para Godin, é possível rejeitar essa tirania e escolher você mesmo o que você quer fazer e quando.

“‘Me escolha! Me escolha!’ é uma atitude que reconhece o poder do sistema e passa para outra pessoa a responsabilidade de iniciar. Ou melhor, é uma atitude que passa a culpa de você para os outros. Se você não for escolhido, a culpa é deles, e não sua. Se você for escolhido, então foram eles que disseram que você é bom, certo? Não é mais culpa sua. Rejeite a tirania da escolha. Escolha você mesmo!”, orienta.

Uma excelente forma de começar a escolher você é mesmo é aprendendo a dizer “não” para compromissos que você não pode assumir.

Depois que você tiver incorporado esse hábito, ficará mais fácil tomar a iniciativa para escolher por conta própria em outras situações.

E aí, convencido a tomar a iniciativa, criar o seu mapa, quebras as regas, inovar, trabalhar regularmente e escolher você mesmo?

Pois então adicione mais ingredientes a essa lista lendo Quebre as regras e reinvente e coloque as lições de Seth Godin em prática.

E aí, quando alguém lhe perguntar: “Qual foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?”, você poderá responder: “Faço todos os dias. E dei adeus à crise.”

É isso que você quer, não é?

Saiba mais

  • Livro: Quebre as regras e reinvente – Qual foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?
  • Autor: Seth Godin
  • Editora: Agir

*Reportagem publicada originalmente na VendaMais de julho de 2015