21 (ou mais) grandes lições do Metas: Desafio dos 30 Dias

Na semana passada concluímos os trabalhos do Metas: Desafio dos 30 Dias, onde ajudei um grupo de pessoas a rever e clarificar suas metas pessoais e profissionais e o que precisam fazer para atingi-las. Através de artigos, exercícios e com o apoio e participação ativa dos participantes do próprio grupo, foram 30 dias de muita reflexão e lições práticas sobre como podemos utilizar nosso tempo de maneira mais eficiente e eficaz se realmente quisermos ter alta performance em nossas vidas.

Para quem não participou da dinâmica em grupo, aqui vão as principais conclusões/grandes lições:

1) Você tem um número finito de dias. Valorize cada um deles.

2) Você não pode alterar os dias que passaram. Mas tem 100% de controle sobre os que ainda têm pela frente. Valorize cada um deles.

3) Administrar corretamente o tempo é, antes de mais nada, administrar corretamente o foco da sua energia para as atividades prioritárias, de acordo com os objetivos que estabeleceu.

4) É melhor fazer poucas coisas, mas bem-feitas e com profundidade, do que o contrário.

5) Com um bom planejamento, você, em média, consegue liberar de uma a duas horas do seu dia. Estima-se que para cada minuto organizando e planejando seu dia, você ganha 10 minutos de produtividade.

6) É melhor mudar um hábito por vez.

7) Ao mudar um hábito, você mexe com uma força poderosa: a Resistência.

8) A Resistência conhece você e quer que você volte ao que fazia antes. Ela não quer sair da zona de conforto e quer que tudo permaneça igual, mesmo que uma grande parte de você não esteja feliz ou satisfeito com isso.

9) A Resistência é o Vale dos Ecos. Fale de maneira positiva e construtiva com você mesmo e com ela e terá de volta energia positiva e construtiva.

10) Sabe qual é o maior segredo do sucesso? Você e sua Resistência juntos são INVENCÍVEIS. A Resistência não é sua inimiga. Ela é a maior amiga, a maior parceira, 100% dedicada a você. O que você precisa é dar-lhe uma nova direção e um novo foco.

11) Duas excelentes técnicas para mudar hábitos: Superdia e Só um Pouquinho.

12) Você precisa mapear seu dia a dia em termos de ciclos de energia. Os momentos do dia onde sua energia é mais alta são chamadas de Zonas de Alta Performance (ZAPs). Pessoas de alta performance encaixam suas PRIORIDADES nas Zonas de Alta Performance.

13) Meta consciência: Lembre-se do “Presente!” e do “Acorda!”.

14) Cuidado com Buracos Negros e Vampiros Energéticos.

15) Segredos da Mente Milionária: Preste sempre atenção na sua programação mental e lembre-se que você pode se reprogramar.

16) Homeostase: as pessoas que estão à sua volta são influências muito importantes na sua vida. Se forem positivas, ótimo. Se não forem, o que você vai fazer de maneira objetiva e proativa para lidar de maneira positiva e construtiva com essa situação? Mais importante ainda: que tipo de energia VOCÊ tem irradiado à sua volta?

17) Defina claramente quais são seus VALORES, as atitudes que expressam seu ‘eu ideal’ no dia a dia.

18) Defina claramente quais são suas metas para as principais áreas da sua vida.

19) Faça uma lista de Borboletas Mentais todos os dias antes de ir dormir.

20) Crie um check-list com seu Dia Perfeito e revise-o constantemente.

21) Faça uma revisão semanal todo Domingo para acompanhar seus projetos, suas metas, seus valores, seus avanços, o que precisa ser feito e, principalmente, para AGRADECER.

Em breve devo abrir um novo grupo para realizar o processo novamente. Avisarei de novas vagas através desta própria e-zine, está bem?

Abraços organizados e produtivos,

Raúl Candeloro

Artigo da semana

Vendas é coisa de campeão

Por Professor Paulo Sérgio Buhrer

A melhor maneira de ficar rico é trabalhando com vendas, e, como todos nós vendemos, a riqueza está aí para ser conquistada. Como não há nada de errado em querer ganhar dinheiro, afinal, realmente ele, por si só, não traz felicidade, mas, sem ele, vejo muita gente triste e infeliz por não poder comprar um paracetamol para o filho com febre, peço de coração que você aprenda a vender mais e mais. Por isso, veja o acrônimo abaixo que lhe dá boas dicas de como se tornar um campeão em vendas. 

C – competência: pensamentos positivos nos fazem sair do buraco que nos metemos. Mas, sem competência, caímos nele novamente, e, pior, cavamos mais e mais. Competência é o que cria raiz. Ela é como as árvores robustas, que antes de crescerem pra cima, crescem para baixo, criando raízes fortes para não serem derrubadas por qualquer vendavalzinho. Todos os dias se capacite, treine, estude, observe gente de sucesso, vendedores que admira, leia livros, enfim, não perca tempo falando mal da empresa, do líder, dos produtos ou do preço daquilo que vende. Dê um jeito de encontrar clientes que queiram comprar o que você vende. Se oferecer carne para vegetariano é claro que há pouca ou nenhuma chance de vender. Procure seus clientes, gaste mais sola de sapato e as cordas vocais ligando e fazendo visitas. 

A – alegria: sim, alegria vende. Às vezes os clientes nem compram porque o produto ou serviço é tão melhor ou mais barato que o da concorrência. Eles compram porque a largura do seu sorriso foi maior que o desconto da loja ao lado. Vá para o trabalho com um sorriso na cara. Testa franzida só faz mal, e ainda deixa marcas de expressão. Vejo gente com a cara amarrada atendendo e tentando vender. Nem em funerária isso funciona. Parece até que alguns vendedores são mais especiais do que os clientes, é como se o vendedor fizesse um favor por estar ali. Nós, vendedores, temos que esbanjar alegria, sorrisos, afinal, a única coisa que não podemos fazer se as coisas não estiverem bem, seja na empresa ou em casa, é franzir a testa, pois essa atitude fecha as portas e janelas das oportunidades de se dar bem na vida. 

M – molejo: vendedor campeão tem que ter molejo, tem que saber driblar os contratempos que acontecem em todas as empresas e, frequentemente, com os clientes. Num piscar de olhos podemos estragar todo o trabalho que tivemos antes para conquistar um cliente. Lembro uma vez que fui reclamar com um vendedor que havia me vendido um sapato, que, segundo ele, tinha muita qualidade e resistência. Porém, uma semana depois as costuras soltaram. Fui até à loja e o vendedor, com uma cara de bravo foi até o gerente e disse: “hei, veja este sapato que vendi. Estourou e eu havia dito ao Sr. Paulo que era resistente e de qualidade. Vamos agora mesmo ligar para a fábrica e resolver essa situação, além de darmos outro par de sapatos ao Paulo”. Fiquei impressionado. Anos depois fui dar um treinamento a essa empresa e descobri que aquilo fazia parte do “molejo” da empresa, era tudo combinado para fazer os clientes se sentirem as pessoas mais importantes do mundo. E o ego do gerente? Que ego, quem disse que quem quer se dar bem na vida está preocupado com ego? O que a pessoa quer é vender e ganhar dinheiro, e não ego. 

P – produtividade: vendedor tem que produzir vendas, e pronto. Não adianta esperar a campanha de marketing da empresa, que, quase nunca sai como os vendedores gostariam que fosse. Pois então, se não estão fazendo as coisas como você imagina que daria certo, que tal pôr a mão na massa para produzir mais vendas? Uma revendedora de produtos cosméticos e de utilidades domésticas, por exemplo, pode captar clientes na lista telefônica, na internet, visitando este ou aquele escritório, consultório. O mesmo pode ser feito pelo vendedor de carros, de roupas, de joias, enfim, do que quer que seja. Claro que você também deve procurar estratégias, alianças poderosas para aumentar suas vendas. O vendedor de móveis planejados, por exemplo, sabe que precisa ter parcerias com arquitetos, engenheiros. Mas, os vendedores que vão estourar a boca do balão de tanto vender nessa área são aqueles que saem em busca de obras, construções em andamento, e dialogam prazerosamente com pessoas simples, mas, repletas de informações de vendas para dar. Vá onde seus clientes estão, seja a pé, de ônibus ou avião. Só assim sua produtividade em vendas aumenta. 

E – energia: vendedor sem energia é como controle remoto sem pilha ou celular sem bateria: não funciona. Energia é diferente de alegria. Mesmo que às vezes esteja triste, o que é normal para todo ser humano, você tem que estar com a energia recarregada, pois ninguém gosta de empurrar pessoas. Como já disseram, é melhor segurar o ímpeto de alguém do que ter que empurrar quem não quer nada com a vida. Equilibre suas energias, e isso se dá através da fé, do amor, do relacionamento com pessoas de bem, fazendo bem ao próximo, comemorando pequenas vitórias, passeando pelo parque ou simplesmente brincando no chão da sala com as crianças. Vendedor campeão vive energizado e quando nota a bateria quase arriando, logo liga na tomada de novo para seguir sua trajetória rumo ao sucesso nas vendas e nos negócios. 

A – amor: o mundo e o universo das vendas precisam de mais amor. Temos visto pessoas sem paixão pelo que fazem. Estão numa profissão apenas pelo dinheiro ou, pior, porque se abandonaram e não encontram formas de fazer o que amariam estar fazendo, e aí vão levando a vida do jeito que dá. É muito triste ser atendido por quem não gosta do que faz. Mas, é mais triste ser atendido por quem não gosta do que faz, e faz questão de demonstrar isso. Falo isso porque é diferente você não gostar de fazer alguma coisa, porém, fazê-la bem-feito pelo menos, do que expor todo seu descontentamento na hora em que está atendendo alguém. Eu, por exemplo, não gosto de algumas tarefas que preciso executar, mas, continuo fazendo-as com atitude positiva e um sorriso no rosto, afinal, o cliente não tem nada a ver com as minhas frustrações ou problemas. Coloque uma pitada de amor no seu trabalho. Às vezes, de tanto amor que colocamos em nosso trabalho, que o que não gostávamos agora começa a dar prazer. 

O – obstinação: vendedor tem que ser obstinado por vender. Gente fera em vendas só não entrega cartão em velório. Um dia desses eu estava na fila do banco e comentei com um amigo meu que pretendia trocar de carro. Logo que terminei de falar, um jovem me estende a mão e diz: “Paulo, desculpe, mas não pude deixar de ouvir sua conversa. Tem uma loja sensacional que, só nesta semana, está com os carros 0 km numa superpromoção, além de, claro, servir o melhor cappuccino da cidade”. Sorri e perguntei se ele era vendedor: “não de carros, mas de propaganda em sites da internet. Quando o senhor quiser divulgar seus negócios, lembre-se de mim, pois sou o único que anuncia meus clientes até na fila dos bancos”. Fantástico não é? 

Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre!

Opinião do leitor

Sou assinante e quero compartilhar que as matérias desta revista somaram muito para meu crescimento profissional, indico para quem trabalha na área de Vendas.

Rosimeri R. Oliveira
via Facebook

Para pensar

“As oportunidades são como o nascer do sol; se você esperar demais, vai perdê-las”.
Willian Arthur Ward