Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Leonardo MatosNesta semana entrevistei Leonardo de Matos, autor do livro "Quebrei – guia politicamente incorreto do empreendedorismo". A obra trata o "risco", "fracasso", ilusão" e "armadilha" no empreendedorismo. Leonardo nos contou sua trajetória, desde as iniciativas corajosas aos momentos de aflição de onde tirou lições interessantes. Confira.

1) Vamos começar falando um pouco sobre você, Leonardo, para que nossos leitores possam conhecê-lo melhor. Você poderia nos contar brevemente sua trajetória profissional até escrever "Quebrei – Guia Politicamente Incorreto do Empreendedorismo"?

Minha história começa com o aforismo "vô rico, filho nobre e neto pobre" e eu, infelizmente sou o neto. Com 16 anos, assumi a administração do fundo de comércio de um hotel, deixado pelo meu pai, após seu falecimento. Mas eu não queria ser tachado erroneamente de herdeiro e comecei alguns projetos próprios como compra e venda de carro, lavanderia e confecção, que foi o negócio com o qual eu perdi mais de um milhão de reais e quebrei.

Leia mais...

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

raul candeloroEsta semana tenho uma super novidade para lhe contar: abrimos oficialmente as inscrições no Circuito VendaMais (www.circuitovm.com.br), o maior congresso online de vendas já realizado no Brasil.

Serão 7 dias de palestras, com mais de 40 palestrantes já confirmados.

Melhor de tudo: todas as palestras serão gratuitas para quem assistir ao vivo.

Leia mais...

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Compreendido e cuidado.

Basicamente é assim que todo cliente quer se sentir ao se relacionar com a sua empresa.

Vendas é relacionamento e a percepção que o cliente irá formar da sua empresa está diretamente ligada a forma como ele é tratado pelas pessoas que aí estão, sejam vendedores, da área financeira ou logística.

Acima de tudo vendas têm a ver com EMPATIA.

A velha e boa palavrinha que significa se colocar psicologicamente e emocionalmente no lugar do outro.

Em vendas não dá mais para usar só o "posso ajudar?".

É preciso descobrir os reais motivos que levam o cliente a escolher aquele produto ou serviço.

A compra de uma simples TV pode ter fatores muitos mais complexos do que o preço final. Mas quantos vendedores perguntam sem medo: - O Sr(a) deseja a TV para quê exatamente?

Leia mais...

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

raul-candeloroEstou lendo A Arte de Viver, de Epicteto, filósofo estóico grego. Ele nasceu em 55 a.C mas seus ensinamentos continuam válidos até hoje.

Por exemplo, encontrei este trecho que tem tudo a ver com Alta Performance.

Chama-se "Os virtuosos são consistentes".

Achei que podia servir de inspiração para você nesta semana.

Depois me diga o que achou!

Os virtuosos são consistentes, por Epicteto

Para viver uma vida de virtude, você precisa ser consistente, mesmo quando isso não for conveniente, confortável ou fácil.

É fundamental que seus pensamentos, palavras e atos estejam alinhados e de acordo.

Este é um padrão mais alto de exigência pessoal, pois os indivíduos, de maneira geral, não exigem isso de si mesmos.

A maior parte das pessoas quer ser boa e tenta ser boa, mas aí um desafio moral aparece e muitos fraquejam.

Leia mais...

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Desde a chegada dos smartphones, a rotina de trabalho deixou de ser a mesma. As informações chegam com mais rapidez, o fluxo de informações recebidas é enorme, as respostas são quase que imediatas. Enfim, acelerou muito a rotina, antes limitada ao ambiente analógico.

E as redes sociais? Sim, elas vieram para mudar completamente o modo como nos relacionamos no ambiente digital e analógico.

A rede social do momento é o WhatsApp, onde é possível criar grupos para compartilhar, em tempo real, informações, fotos, vídeos, localização, conversas, etc... Muitos me perguntam se podemos utilizar esse aplicativo como ferramenta de trabalho. Minha resposta: Sim! Desde que siga algumas premissas que julgo pertinentes para o bom aproveitamento. Então, vamos lá!

Leia mais...